rio-de-janeiro

Noticias

Zona Norte receberá quase R$ 1,3 bilhão em obras da segunda fase do PAC

RIO - Um dos símbolos dos problemas de urbanização enfrentados pelos moradores da Zona Norte, o Buraco do Lacerda, no Jacaré pode estar próximo do fim. A passagem aberta por baixo dos trilhos da linha auxiliar da Supervia, entre as ruas Viúva Cláudio e Bráulio Cordeiro, liga o bairro à Avenida Dom Hélder Câmara, e é conhecida pelos alagamentos que a transformam em um piscinão em dias de enchente. A área faz parte do Complexo do Jacarezinho e é uma das três localidades da região beneficiadas com recursos da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

O programa contemplará ainda o Complexo do Lins e a Mangueira, mas a maior parcela de recursos para a área está destinada ao Jacarezinho, que somará investimentos de R$ 609 milhões. Os recursos são oriundos de uma parceria entre o governo do Estado e a União. O projeto prevê a implantação de rede de saneamento para toda a comunidade e intervenções nos rios Jacaré e Salgado, para acabar com os transbordamentos, uma das principais preocupações dos 33 mil habitantes do complexo.

Presidente da Empresa de Obras Públicas (Emop), órgão estadual responsável pelo programa, Ícaro Moreno Júnior destaca a elevação da linha férrea como a principal obra para integração do bairro às demais áreas da cidade.

— Faremos como em Manguinhos: a elevação da estação vai facilitar o acesso dos moradores e vai acabar com as barreiras físicas enfrentadas por moradores de bairros vizinhos, como Benfica e Manguinhos — explica.

Outro bairro beneficiado pelo PAC 2 será a Mangueira, que receberá R$ 242 milhões para intervenções variadas. No campo da mobilidade urbana, a comunidade de 21 mil moradores vai receber dois planos inclinados, um para cada lado do morro. Além disso, a área receberá uma escola de ensino médio, uma Biblioteca Parque e um Espaço para Desenvolvimento Infantil (EDI).

Também estão previstas obras de reurbanização, com o alargamento de ruas, instalação de iluminação pública e a reforma de 24 praças. Para aproveitar a ligação histórica da comunidade com o samba e reforçar a presença no circuito turístico, será feito um Circuito Cultural ao redor da quadra da Estação Primeira da Mangueira, como explica a Ruth Jurbergh, coordenadora responsável pela face social do projeto.

— Em cada área atendida pelo programa, fomos ouvir as demandas dos moradores. Os sonhos e desejos de todos foram levados em conta e cruzados com os dados do Censo de 2010. O objetivo era analisar as necessidades e criar um ambiente de pertencimento, favorável ao uso e a preservação dos novos equipamentos — explica.

Há intervenções programadas também para as 15 comunidades abrigadas pelo Complexo do Lins, que tem aproximadamente 15 mil moradores. A Emop promete levar saneamento a 100% do complexo e construir três elevadores, que vão parar em três diferentes estágios do complexo, para corrigir os problemas de acessibilidade. Todas as obras do PAC 2 têm previsão de início até o fim do ano, com duração estimada em três anos.


Globo Online | 24-Jul-2014 00:20

Rio - 18h25: Obra bloqueia faixa da Estrada dos Bandeirantes
Serviço era realizado na altura da Estrada do Guerenguê. Motoristas enfrentavam retenções no sentido Taquara.
G1.com.br | 23-Jul-2014 23:25

Rio - 17h15: Caminhão enguiçado ocupa faixa da Av. Geremário Dantas
Incidente ocorreu na altura da Rua Lopo Saraiva. Motoristas enfrentavam retenções no sentido Praça Seca.
G1.com.br | 23-Jul-2014 22:18

Bares, salões de beleza e lojas de roupas são as marcas do empreendedorismo na Maré
O movimento intenso no Complexo da Maré - Márcio Alves / Agência O Globo

RIO - Uma cidade chamada Maré. Na região do Rio onde vivem hoje cerca de 140 mil pessoas, distribuídas por 16 comunidades, agora já é possível dimensionar seu potencial econômico e grau de empreendedorismo de sua população. O complexo de favelas abriga nada menos do que 3.182 empreendimentos comerciais, que geram 9.371 empregos, a maioria deles preenchida por moradores da própria Maré (76,4%). Após 21 meses de coleta de dados, os pesquisadores descobriram o que as comunidades têm em maior número: os bares (um total de 660), seguido por salões de beleza (307) e lojas de roupas (216).

Os dados fazem parte do primeiro Censo de Empreendimentos Econômicos da Maré, que serão divulgados nesta quinta-feira, num seminário que reunirá os empreendedores e instituições da Maré, no Centro de Artes da Maré. O trabalho, realizado em 2013 pela Redes da Maré, em parceria com o Observatório de Favelas, com o apoio da Action Aid, Fundação Ford e do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

O censo mostrou ainda que os setores dominantes são o comércio (66%) e os serviços (33%). Do total de empreendimentos, a maioria não é formalizada, em torno de 76%. A pesquisa reuniu ainda informações sobre o tipo e a gestão dos empreendimentos: número de empregados; número de formalizados; razões para permanecer na informalidade; endividamento; uso de tecnologia, entre outros dados. Também é possível traçar um perfil do empreendedor, com informações sobre sexo, idade, escolaridade, raça, atividades anteriores e origem do capital para a formação do negócio. O censo, porém, não inclui dados sobre a geração de riqueza proveniente desses empreendimentos na região ou dados sobre faturamento dos negócios.

Uma curiosidade: apesar do potencial econômico da região, a Maré não tem uma agência bancária sequer.

— Nosso objetivo foi justamente produzir conhecimento sobre a realidade da Maré com o propósito de contribuir para a elaboração de políticas públicas que realmente atendam as demandas de quem vive na região. Por exemplo: um dos achados deste Censo foi o uso muito reduzido de recursos tecnológicos nos negócios. Um programa de capacitação neste sentido dinamizaria muito o comércio. O crédito para o empreendedor também é uma necessidade para o crescimento econômico — explica Eliana Sousa Silva, diretora da Redes da Maré, a organização que idealizou e realizou o Censo Maré.


Globo Online | 23-Jul-2014 22:05

Rio - 16h50: Obra interdita faixa da Avenida das Américas, na Barra
Serviço era realizado na altura do Barra Garden. Motoristas enfrentavam retenções no sentido São Conrado.
G1.com.br | 23-Jul-2014 21:50

Diretor geral do Inca se defende de ação do MPF que o acusa de improbridade administrativa
Santini, há nove anos à frente da administração do instituto, ficou surpreso com o processo - Divulgação

RIO - Acusado de improbidade administrativa em uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF), o diretor geral do Instituto Nacional de Câncer (Inca), Luiz Antonio Santini Rodrigues da Silva, concedeu entrevista coletiva, na tarde desta quarta-feira, para se pronunciar sobre a situação envolvendo a instituição. Ele disse não entender os motivos que levaram o MPF a instaurar os processos. De acordo com o órgão, a diretoria do hospital vem contratando, sem a realização de concurso público, 583 funcionários terceirizados da Fundação Ary Frauzino (FAF), em vagas destinadas a servidores públicos.

- É uma ação totalmente inédita. Ainda não foi nem aceita pela Justiça, é uma proposta do Ministério Público. Tomei conhecimento disso pela imprensa porque não houve notificação oficial. Está questionando algo que não está acontecendo. Não estamos descumprindo nenhuma determinação judicial. Desde 2006 estamos reduzindo o quadro de funcionários da Fundação (Ary Frauzino) e o que foi autorizado por lei são os cargos, não os funcionários. Alguns foram substituídos, mas nunca passamos do número estabelecido. Ainda não consegui detectar o que almeja o Ministério Público – disse Luiz, que está à frente da administração do Inca há nove anos.

O MPF alega que, em 2012, o Judiciário concedeu uma liminar proibindo novas aquisições de funcionários terceirizados, afirmando que no fim do ano passado a Justiça do Trabalho autorizou o instituto a manter os 583 celetistas contratados pela FAF até 15 de março de 2015. O limite de profissionais incluídos para preenchimento das vagas continuou sendo obedecido, mesmo com a saída de empregados por motivos diversos, como troca de emprego e aposentadoria. Porém a convocação de servidores no quadro do hospital não foi feita porque, legalmente, as vagas de origem pública não existiam.

Na terça-feira, o Inca lançou edital de convocação do concurso público para preenchimento das 583 vagas, hoje ocupadas por celetistas. As vagas foram criadas por uma lei de 2013 e a data limite estipulada para que os servidores assumam os cargos é 15 de março de 2015.

- O edital já vinha sendo preparado muito antes dessa situação surgir, desde que foi determinado que deveríamos substituir essa força de trabalho. Não consigo saber qual é o propósito dessa ação, é no mínimo redundante. Cria uma situação muito desagradável dentro da instituição – declarou o diretor.

Além de Luiz Antonio, a ação de improbidade administrativa movida pelo MPF cita, ainda, a FAF e Cassilda dos Santos Soares, coordenadora de Recursos Humanos do hospital.


Globo Online | 23-Jul-2014 21:44

Guardas chegam à DP para depor sobre menor levado para o Sumaré

Menor foi deixado na Lapa depois que ele e mais dois foram detidos. Agentes podem ajudar a encontrar o jovem liberado pelos PMs.
G1.com.br | 23-Jul-2014 21:30

Corpo de comerciante morto após tentar evitar assalto é enterrado no Rio

Polícia diz que ele teria reagido por achar que arma era de brinquedo. Autor dos disparos deixou a identidade em carro roubado.
G1.com.br | 23-Jul-2014 21:21

MP denuncia 33 pessoas por tráfico na comunidade da Formiga, na Zona Norte

RIO - O Ministério Público do Rio denunciou 33 suspeitos de envolvimento no tráfico de drogas na comunidade da Formiga, na Tijuca, Zona Norte do Rio. De acordo com a denúncia do promotor Marcos Kac, oferecida em 30 de junho, apesar da implantação das UPPs, os traficantes continuam a exercer as suas funções na comunidade.

De acordo com o MP, os traficantes que permanecem no Morro da Formiga dominam os três principais pontos da comunidade: Bazanha, Belvedere e Coruja. Além do comércio de drogas, os traficantes são acusados de ameaçar e cobrar taxas dos mototaxistas, motoristas de transporte alternativo e comerciantes para que eles pudessem trabalhar.

Na terça-feira, policiais da 19ªDP(Tijuca) cumpriram 22 mandados de prisão no Morro da Formiga. Ao todo, 24 suspeitos foram presos na ação (dois em flagrante). A ação tinha como objetivo desarticular uma quadrilha de suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas.


Globo Online | 23-Jul-2014 21:00

Candidatos ao governo declaram bens ao TRE-RJ
Três candidatos tiveram queda nos bens; um aumentou o patrimônio. Uma candidata informou à Justiça eleitoral que não tinha bens a declarar.
G1.com.br | 23-Jul-2014 20:52

Rio - 15h30: Obra bloqueia faixa da Rua André Rocha, na Taquara
Serviço era realizado na altura da Rua Padre Ventura. Motoristas enfrentavam lentidão no sentido Curicica.
G1.com.br | 23-Jul-2014 20:31

Desembargador diz não ter acesso a inquérito sobre atos violentos no Rio

Pedidos foram feitos à Polícia Civil e ao juiz da 27ª Vara Criminal da capital. Delegacia afirma que não há ofício requisitando documento aos autos.
G1.com.br | 23-Jul-2014 20:06

Poste no meio de baia revolta moradores de Duque de Caxias, RJ
Motoristas são obrigados a parar os ônibus no meio da rua. Quem está de carro, é obrigado a esperar, mesmo com o sinal verde.
G1.com.br | 23-Jul-2014 19:55

Chá das cinco à moda carioca

RIO - O autêntico chá da tarde, ao modo britânico, em pleno Rio de Janeiro... não, nem tanto. Nesta época do ano, as casas especializadas no ritual enchem os olhos dos cariocas com infusões de ervas e quitutes típicos de países europeus. Por outro lado, não é raro encontrar preferências nacionais adornando bandejas no lugar dos tradicionais scones (um pãozinho do Reino Unido, servido com manteiga, creme e geleia, geralmente para acompanhar o chá). Bem ao gosto do freguês.

A Confeitaria Colombo, no Centro, radicalizou e passou a oferecer leite com achocolatado gelado e bolhinhos de bacalhau no bufê - Cecilia Acioli/O Globo

A tradicional Confeitaria Colombo, no Centro, é uma das que radicalizaram. Este ano, até por conta do inverno que não emplacou, a casa passou a oferecer leite achocolatado gelado, além do quente, no bufê do chá da tarde (R$ 55). Outro item curioso são os bolinhos de bacalhau dividindo a mesa com um vistoso bule de prata. Tudo harmonizando perfeitamente bem, para o casal Miucha e Felipe Melo.

— O bufê é variado, tem muitas opções. É um bom custo-benefício — comenta Miucha, assistente administrativa, servindo-se de um Lady Grey da marca de chá londrina Twinings.

Veja Também

Outra novidade da temporada de chá, que vai até a segunda quinzena de agosto, é o piano. Tradicionalmente no térreo, o pianista embala os fins de tarde em um mezanino instalado no segundo andar, onde fica o bufê. Concentrado às quintas e sextas, o lanche atraiu um público de idades variadas na primeira semana, graças à divulgação nas redes sociais. São cerca de 60 itens, para se servir à vontade. Entre eles, minisanduíches como os de pão de miga, que entraram no cardápio para agradar à rainha Elizabeth da Inglaterra quando esteve no Brasil. Há ainda os doces portugueses da casa, petit-fours, canapés, bolos...

— O ambiente é calmo, aconchegante, clássico. Sempre tive vontade de conhecer e gostei muito da torrada de pão caseiro — aprova a dentista manauense Felícia Góis, de 34 anos, referindo-se à torrada Petrópolis, um dos carros-chefes da confeitaria que completa 120 anos.

O chá da tarde de outras casas:

Casa Carandaí: Entre as delícias produzidas na cozinha da própria casa estão a porção de gougères (uma espécie de pão de queijo francês, R$ 9,80 três unidades), os scones com creme fresco e geleia artesanal (R$ 12) e sanduíches variados como o tostex de pão de miga com peito de peru e queijo minas (R$ 15). E ainda café e chás da marca Twinnings (R$ 5), como o de erva doce, preto e branco. De segunda a quinta, das 9h às 20h, e às sextas, das 9h às 21h.

Café Sorelle: O chá completo (R$ 43) inclui uma bebida quente (expresso duplo, cappuccino ou chocolate), suco natural, cesta de pães, queijos, frios, ovos, fruta, iogurte com granola, manteiga, mel e geleia. Há também a opção de waffle com manteiga e mel ou geleia (R$ 17,50), chá com torradas (R$ 13) e chás avulsos (R$ 6 o nacional e R$ 7 o importado). De segunda à sexta, das 9h às 19h, e aos sábados, das 9h às 14h.

MP Tortas Boutique: A chef Marlene Percílio cria opções diferentes de menu degustação (R$ 50 por pessoa) para cada grupo. Entre as opções, infusões quentes (capim limão, camomila, laranja), chocolate quente, chás (menta, preto, pêssego com cassis, frutas vermelhas, amora), miniquiches, minisanduíches na ciabatta artesanal, antepastos e geleias artesanais, além de shots de sopinhas. De segunda a sábado, das 14h às 19h.

La Mole: São quatro opções: o Chá da tarde Itália, a R$ 18,90; o Piemonte, por R$ 16,40; o Tourino, R$ 7,60; e o La Mole, R$ 21,10. Incluem pães, bolo, manteiga, geleia, mel, frios, chá, café e chocolate, à escolha do cliente. O chá é servido na loja de Ipanema, de segunda à sexta, das 15h30 às 19h. É necessário reservar.

Cafeína: São duas versões: o Simples (R$27,90), com uma bebida quente (expresso, café com leite, chá, chocolate ou cappuccino), cesta de pães e biscoitos, bolo, geleia, manteiga e requeijão; ou Especial (R$54,90), com duas bebidas quentes, dois sucos de laranja, cesta de pães, torradas, bureka, financier, bolo, miniqueijadinhas, broinha, minibrownie, frios, queijos, manteiga, geleia e requeijão. Diariamente das 8h às 23h30.

Cafeteria Brasil: Às quintas-feiras os clientes podem usufruir do chá das cinco: seleção de chás ingleses, bolo, sanduichinhos e doces (R$ 20, por pessoa, e R$ 30, com uma taça de espumante). Das 9h às 21h.

Gabbiano Al Mare: Os chás, estrelas da tarde, contam com opções nacionais e importadas, indo desde os de camomila e erva doce aos moroccan mint e jasmine petals. Também estão no cardápio café, leite, sucos naturais e coquetel de frutas sem álcool. Para degustar, pães, bolos, sanduíches, canapés quentes, frios, queijos, frutas da estação laminadas, manjar de coco com calda de ameixa e pudim (R$ 70 mais 10%). Diariamente das 15h30 às 18h, com reserva antecipada.


Globo Online | 23-Jul-2014 19:50

Rio - 14h10: Acidente ocupa faixa da Avenida Brasil, na Penha
Dois carros bateram na pista central. Trânsito tinha retenções no sentido Zona Oeste.
G1.com.br | 23-Jul-2014 19:13

Rio - 14h: Passeata causa lentidão na Avenida Rio Branco, no Centro
Tráfego era lento no sentido Aterro no Flamengo. Às 14h10, grupo dispersou e via foi totalmente liberada.
G1.com.br | 23-Jul-2014 19:03

Vídeo mostra que advogada deixou mochilas ao fugir de consulado no Rio
Malas foram apreendidas e serão analisadas pela Polícia Civil. Eloisa Samy é denunciada pelo MP-RJ por manifestações violentas no Rio.
G1.com.br | 23-Jul-2014 18:14

Imagens mostram mancha marrom em lagoas e mar da Barra, no Rio
Flagrante foi feito pelo Globocop na manhã desta quarta (23). Segundo Inea, técnicos ainda não viram imagem e não podem avaliar.
G1.com.br | 23-Jul-2014 17:56

Polícia busca imagens de câmeras para identificar assassinos de comerciante no Recreio

RIO - A Divisão de Homicídios da Capital (DH/Capital) instaurou inquérito policial para identificar e prender os acusados de matar o comerciante Ricardo Coviello Rei, de 55 anos, baleado ao tentar impedir um assalto no Recreio. Segundo a Polícia Civil, a perícia foi feita no local, e os agentes já ouviram diversas testemunhas. A DH procura agora imagens de câmeras de segurança instaladas na região.

O crime aconteceu na tarde da terça-feira, na pista junto às edificações da Avenida Lúcio Costa, na altura do Posto 9. Segundo a polícia, Ricardo foi baleado na barriga quando tentava evitar que um amigo fosse assaltado. Ele teria reagido porque achou que a arma dos criminosos fosse de brinquedo.

Ricardo chegou a ser atendido no local, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda de acordo com a polícia, os criminosos conseguiram fugir em um carro roubado.


Globo Online | 23-Jul-2014 17:39

MPF no Rio move ação contra direção do Inca por contratações irregulares
Diretor, Recursos Humanos e fundação respondem por improbidade. Ministério quer nomeação imediata de aprovados no concurso público.
G1.com.br | 23-Jul-2014 17:11

Polícia investiga uso de menores em funções do tráfico no Alemão, Rio
Quadrilha deve responder por corrupção de menores. Inquérito foi aberto na DPCA.
G1.com.br | 23-Jul-2014 17:10

Desembargador concede liberdade para ativistas denunciados por violência em manifestações

RIO — O desembargador Siro Darlan concedeu, nesta quarta-feira, a liberdade para os cinco ativistas presos e mandou recolher mandados de prisão preventiva contra outros 18 manifestantes que eram considerados foragidos. Todos são citados no processo que investiga atos violentos durante as manifestações. Eles tinham sido denunciados pelo Ministério Público estadual por formação de quadrilha armada. Mais cedo, os advogados do grupo haviam entrado com 20 pedidos de habeas corpus na 7ª Câmara Municipal.

— Estou convicto de que não é necessária a prisão. Mas apliquei algumas medidas cautelares, como não se ausentar da cidade e comparecer regularmente à Justiça. Também mandei recolher os 23 passaportes — disse o desembargador.

Veja Também

Entre os beneficiados pela decisão do magistrado, estão Elisa Quadros, a Sininho; a professora Camila Jourdan, Igor Pereira D'Icarahy e a advogada Eloísa Samy. Na manhã desta quarta-feira, Siro Darlan tinha criticado os advogados por terem entrado com os pedidos de liberdade ao mesmo tempo. Segundo ele, a medida impedia a celeridade necessária para analisar os documentos. Segundo Siro Darlan, cada pedido tem no mínimo 30 páginas.

Darlan afirmou, ainda, que, ao contrário do que disseram os advogados dos ativistas, ele nunca pediu informações à defesa sobre o processo:

— Eles estão complicando tudo. Eu não tenho que pedir informações à defesa, e sim ao juiz e ao Ministério Público.

O desembargador informou que já pediu informações do processo ao juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, que tem cinco dias para dar as respostas.

Darlan já havia concedido, no dia 15, habeas corpus para 13 de 19 pessoas que estavam com a prisão temporária decretada pela Justiça. Na ocasião, a liberdade só não tinha sido estendida à ativista Elisa Quadros, a Sininho, e a outros dois acusados porque, em seguida, Itabaiana decretou a prisão preventiva de todos os 23 denunciados.

CORREGEDORIA DA ALERJ ESPERA RESPOSTA DE DEPUTADA

Já o deputado estadual Comte Bittencourt disse, na manhã desta quarta-feira, que a Corregedoria da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) já enviou um ofício à deputada estadual Janira Rocha (PSOL) pedindo explicações sobre a acusação de que ela havia dado carona para ativistas que estão foragidos da Justiça. O corregedor da Alerj disse que aguarda a resposta por escrito, mas que a deputada tem cinco dias para responder.


Globo Online | 23-Jul-2014 17:09

Inscrições para o 2º exame de qualificação da Uerj são prorrogadas
Prazo vai até 3 de agosto. Esta será a segunda chance para chegar à etapa final do vestibular.
G1.com.br | 23-Jul-2014 16:53

Polícia vai ouvir Fofana novamente sobre máfia de ingressos da Copa

Franco-argelino é apontado como líder da quadrilha internacional. Depoimento ainda não tem horário e nem local para acontecer.
G1.com.br | 23-Jul-2014 16:48

Toque de Chef: Nicola Giorgio usa ingredientes italianos na preparação dos pratos do Duo
Nicola Giorgio. Ele acompanha desde a gerência à cozinha do restaurante - Fernanda Dias/ Agência O Globo

RIO — “No meu aniversário, podem me dar uma faca e uma panela que fico feliz”. O italiano Nicola Giorgio tem 47 anos de idade e 34 de cozinha. Seu primeiro trabalho no Brasil foi no Gero, onde ficou sete anos, até abrir o premiado Duo, ao lado do sommelier Dionísio Chaves. Ele diz que o cansaço causado pela rotina de comandar a casa inaugurada em 2010, na Barra, e, mais recentemente, também a Bottega del Vino, no Leblon, é compensado por seu amor ao que faz.

Antes de chegar ao Rio, em 2001, com a mulher, brasileira e também gourmet, o profissional acumulou experiência em diversos países europeus. Quando cria os pratos do Duo, em parceria com o chef Michele Del Monaco, porém, prefere não misturar as culinárias.

— A cozinha italiana é básica, mas sempre uso ingredientes importados, como azeite, tomate, queijos e farinha. Sou muito tradicional. Prato italiano pede produtos italianos. Assim como pratos brasileiros pedem produtos brasileiros — diz ele, que ama um bom picadinho e churrasco.

RECEITAS

Ceviche Mediterrâneo

(1 porção)

Ingredientes

20g de camarão VG; 20g de lulas cortadas em anéis; 20g de polvo cozido fatiado; 20g de peixe namorado cortado em cubos; 20g de vieiras; sal e pimenta-do-reino a gosto; suco de meio limão; 1 colher de sopa de azeite; 1 fio de óleo de gergelim; 20g de cebola roxa, 20g de pimentão amarelo; 20g de pimentão vermelho: cortados à juliana.

Modo de preparo

1. Em uma tigela, coloque o peixe cortado em cubos junto com o limão e o sal. Reserve.

2. Salteie levemente os frutos do mar em uma frigideira. Escorra e junte-os ao peixe.

3. Acrescente os demais ingredientes e sirva bem temperado.

Costeletas de cordeiro com pistache e croquete de risoto de açafrão

(1 porção)

Ingredientes

1 costeleta de cordeiro (350g a 400g); 1 colher de sobremesa rasa de mostarda Dijon; 30g de pistache sem casca, triturado; sal e pimenta a gosto; 120g de arroz arbóreo; açafrão a gosto; 10g de manteiga; 1 colher de sopa de azeite; 30g de mozarela picada; 15g de parmesão ralado; 300ml de caldo de legumes; 1 clara de ovo; 100g de farinha panko.

Modo de preparo

1. Grelhe a costeleta e depois pincele, somente de um lado, a mostarda Djon. Passe a costeleta no pistache triturado apenas na parte com mostarda e leve ao forno a 200° por quatro minutos.

2. Cozinhe o arroz arbóreo com o caldo de legumes por dez minutos ou até ficar macio. Depois de cozido, tire-o do fogo e acrescente a mozarela, o azeite, a manteiga, o parmesão, o açafrão, o sal e a pimenta. Deixe esfriar.

3. Faça quatro croquetes com o arroz. Empane-os na farinha junto com a clara de ovo. Frite-os e depois leve-os ao forno por três minutos, a 200°. Monte o prato e sirva bem quente.

Musse de frutas cítricas e duo de chocolate

(10 porções)

Ingredientes

Musse de chocolate branco: 2 ovos; 2 gemas; 500g de chocolate branco; 1l de chantilly; 7 folhas de gelatina sem sabor em folhas; 50g de mel. Musse de chocolate meio-amargo: 500g de chocolate meio-amargo; 500g de creme de leite; 500g de chantilly. Confit de laranja: 2 laranjas; 100g de açúcar.

Calda de frutas vermelhas: 100g de açúcar; 50g de morangos cortados; 50g de frutas vermelhas: framboesa, amora e mirtillo ( 15g de cada).

Modo de preparo

1. Musse de chocolate meio-amargo: derreta o chocolate com o creme de leite. Em seguida, misture o chantilly sem bater. Reserve.

2. Confit de laranja: descasque as laranjas e reserve as cascas. Tire o suco das laranjas e leve-o ao fogo com as cascas e o açúcar, até formar a calda (confit).

3. Calda de frutas vermelhas: coloque as frutas e o açúcar em uma panela com 50ml de água. Cozinhe até o ponto de calda (de 20 a 30 minutos). Deixe esfriar e bata no liquidificador.

4. Musse de chocolate branco: derreta o chocolate a 40°. Na batedeira, bata os ovos e o mel até obter uma mistura homogênea. Hidrate a gelatina e depois derreta-a. Acrescente a mistura de ovos e mel à gelatina, e depois misture o chocolate. Acrescente o chantilly à mistura, sem bater.

5. Montagem: Com a ajuda de um aro redondo, coloque primeiro a musse de chocolate meio-amargo e deixe-a gelar por 30 minutos. Complete com o confit no meio e finalize com uma camada de musse de chocolate branco. Tire do aro e jogue a calda de frutas vermelhas por cima.


Globo Online | 23-Jul-2014 16:00

Espetáculo ‘Os profissionais’ estreia nesta quarta com ator do Jeitinho Carioca no elenco
Os atores interpretam personagens que passam por situações desastrosas no ambiente corporativo - Divulgação

RIO - Os altos e, principalmente, os baixos do mercado de trabalho ganham graça na peça “Os profissionais”, que estreia nesta quarta, às 21h, no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea. A montagem tem supervisão artística do roteirista Cláudio Torres Gonzaga.

Com texto e direção de Abbadhia Vieira, que também faz parte do elenco, a peça é dividida em esquetes. Nelas, quatro atores, entre eles Hamilton Dias, do canal de humor da internet Jeitinho Carioca, dão vida a personagens, que passam por situações, como entrevista, demissão e estresse no trabalho, entre outras.

— O espetáculo é fruto de quatro anos de projeto de teatro corporativo. As empressas nos contratavam para tentar solucionar seus problemas internos de uma maneira leve. Todas as esquetes foram escritas, com base em situações reais, por isso muita gente que for ao teatro vai se identificar com a montagem — explica Abbadhia.

Assim como o trabalho desenvolvido nas empresas, a mensagem final que o espetáculo passa é de que a realização profissional, só chega para quem está satisfeito no trabalho.

— Se a pessoa não se sente feliz no que faz, ela deve ir atrás de novos horizontes. Foi isso que eu aprendi nesses anos todos de teatro corporativo, e tento multiplicar por meio da arte — comenta Abbadhia.


Globo Online | 23-Jul-2014 16:00

Seis ativistas que tiveram prisão decretada fazem parte de grupo dedicado a criar conflitos, diz MP
Manifestantes pedem a liberdade de ativistas presos - Marcelo Carnaval / Agência O Globo

RIO - A denúncia oferecida pelo Ministério Público à Justiça, a partir da operação policial Firewall, jogou luz sobre a atuação de um grupo até então pouco conhecido: o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR). Segundo a denúncia, assinada pelo promotor Luís Otávio Figueira Lopes, seis dos 23 manifestantes que tiveram as prisões preventivas decretadas na última sexta-feira - cinco adultos e uma adolescente - pertencem à organização. De acordo com o documento, “dos grupos que integram a Frente Independente Popular (FIP), foi apurado que o MEPR é o que apresenta perfil mais violento, dedicando-se a promover o confronto com as forças de segurança”.

Veja Também

Em sua página no Facebook, o MEPR tem baixa popularidade — apenas 940 pessoas seguem o perfil. Na descrição feita na comunidade pelos próprios organizadores do grupo, eles afirmam seus princípios básicos: “servir o povo de todo coração (sic)” e “ser tropa de choque da REVOLUÇÃO”. A inspiração dos jovens na definição dessa espécie de bússola foram “dois grandes revolucionários”: Mao Tsé-Tung e Josef Stalin.

“Agitar e propagandear a revolução”, “organizar a luta das massas” e “combater o oportunismo” são as três missões que o MEPR escolheu para si. Eles se referem, ainda na rede social, aos manifestantes presos ou foragidos como “presos políticos da Copa”. Sempre foram a esquerda da esquerda desde que o movimento foi fundado, em 2001. Romperam com as principais organizações estudantis — a União Nacional dos Estudantes, UNE, e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, a Ubes. Na eleição de 2002, quando grande parte da juventude despertou a favor do petista Luiz Inácio Lula da Silva, eles o viam como um candidato oportunista, representante de uma “falsa esquerda eleitoreira”.

Talvez a única lembrança que os cariocas tenham do MEPR seja o protesto na porta do consulado americano, no Centro, quando os Estados Unidos invadiram o Iraque, em março de 2003. Na ocasião, dezenas de militantes caminharam em direção ao edifício consular com bandeiras onde lia-se coisas como “morte às tropas assassinas ianques”. O ato foi noticiado no mundo inteiro.

Dez anos depois, um artigo no site do MEPR lembrou do dia com orgulho: “Em frente à porta lateral do consulado, foram lançados dezenas de coquetéis molotov e pedras contra a vidraça daquele território ianque. A polícia então nos atacou, queriam calar aquelas vozes, queriam apagar aquelas flamas, foram direto na bandeira dos Estados Unidos que pretendíamos queimar. Um policial tentou capturar uma de nossas companheiras, mas saiu no prejuízo: entrou de pé e saiu cambaleando, não aguentou as pauladas de nossas pesadas bandeiras”. A confissão de vandalismo não para: “No caminho até o local marcado para se concentrarem novamente, os manifestantes ainda quebraram bancos e um McDonald's, marcando com contundência o repúdio dos estudantes e de todo o povo brasileiro ao imperialismo. Os objetivos da manifestação haviam sido, todos, alcançados!”

O grupo possui um informe, chamado Estudantes do Povo, sem periodicidade fixa. Logo na edição inaugural, já mostrou a que veio: “A principal ilusão que as massas têm que lançar por terra é a de que seja possível mudar as condições de exploração a que estamos submetidos sem tomar e exercer o poder político”, diz o texto. “Só com o poder político e com todo ele nas suas mãos poderão as massas populares realizar plenamente suas aspirações de liberdade, justiça e verdadeira democracia”. Nas protestos de junho de 2013, militantes do grupo distribuiam panfletos nas ruas nos quais diziam que “o caminho legalista, parlamentar e pacifista é um caminho falido. Foi na rua que o povo e a juventude conquistaram todos os seus direitos e será na rua que vão defendê-los”.


Globo Online | 23-Jul-2014 15:39

Jovem tailandesa é presa com cocaína em aeroporto do Rio

Prisão aconteceu no final da tarde de terça-feira (22). Ela tentava embarcar para Roma, na Itália, com 1kg da droga.
G1.com.br | 23-Jul-2014 14:59

Rio - 9h30: Poda de árvore causa retenção em via de Jacarepaguá
Avenida Tenente Coronel Muniz de Aragão tinha faixa bloqueada. Interdição estava na altura da Rua Menta, no sentido Freguesia.
G1.com.br | 23-Jul-2014 14:38

Inca abre concurso para pesquisador
Os salários vão de R$ 4.544,05 a R$ 12.152,08. Candidato deve ter doutorado na área de atuação.
G1.com.br | 23-Jul-2014 14:36

Polícia investiga desaparecimento de jovem na Rocinha
Desaparecida tem 20 anos e foi identificada como Thalita Medeiros. Segundo testemunhas, ela teria sumido no dia 5 de julho.
G1.com.br | 23-Jul-2014 14:25

Teleférico do Alemão volta a funcionar após 6 dias fechado por insegurança

Segundo Supervia, serviço foi normalizado às 9h10 desta quarta (23). Viagens estavam suspensas por causa de violência na região.
G1.com.br | 23-Jul-2014 14:23

Rio - 8h30: Carro atropela pedestre na Avenida Presidente Vargas
Faixa reversível estava bloqueada no sentido Candelária. Atropelamento foi na altura da Cedae.
G1.com.br | 23-Jul-2014 13:48

Moradores relatam medo após tiroteios no Alemão, Zona Norte do Rio
Tiros foram ouvidos na Nova Brasília; 300 PMs reforçam a segurança. Parte do comércio fechou e cerca de 11 mil alunos ficaram sem aulas.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:59

Polícia desarticula quadrilhas que roubavam cargas no RJ

Ao todo, 10 pessoas foram presas, de duas associações criminosas. Criminosos atuavam em Nova Iguaçu e São João de Meriti e na capital.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:58

Polícia busca assaltante que matou comerciante na orla do Recreio, Rio
Vítima tentou evitar assalto com amigo e foi morto na altura do posto 9. Ele reagiu ao assalto porque achou que arma era de brinquedo, diz PM.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:57

Censo aponta bares e salões como principais atividades da Maré, Rio
Este foi o primeiro levantamento econômico feito na região. Dados vão ajudar a impulsionar empreendedores do conjunto de favelas.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:50

Procon-RJ encontra irregularidades em estacionamentos de shopping
Todos os nove estacionamentos fiscalizados foram multados. Falta de aparelho eletrônico que identifica vagas foi um dos problemas.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:39

Polícia ouve guardas sobre menor sumido após crime no Sumaré, Rio

Dos 3 menores jovens levados por PMs, 1 morreu, 1 foi baleado e 3º sumiu. Guardas municipais podem ajudar a encontrar o jovem liberado pelos PMs.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:22

Batalhão de Choque ocupa bairro de São Gonçalo após morte de policial
No fim de junho, PM foi executado com mais de 30 tiros no bairro. PMs dizem que ocupação é por tempo indeterminado; comando nega.
G1.com.br | 23-Jul-2014 12:02

Rio tem quarta-feira ensolarada; temperatura máxima será de 30ºC
Não há previsão de chuva para a Região Metropolitana. Termômetros na Região Serrana devem registrar máxima de 21ºC.
G1.com.br | 23-Jul-2014 11:55

Motorista morre ao despencar de viaduto na Barra da Tijuca, Rio
Acidente foi na altura da Alvorada; carro teria derrapado em óleo. Acidente ocorreu na madrugada desta quarta-feira (23).
G1.com.br | 23-Jul-2014 11:52

Atos públicos no Rio lembram os 21 anos da Chacina da Candelária
Mães fizeram uma vigília em frente à igreja nesta terça-feira. Programas foram idealizados pelo movimento 'Candelária nunca mais'.
G1.com.br | 23-Jul-2014 11:27

Polícia divulga foto de suspeito de matar homem no Rio Comprido, Rio
Tiago Portelinha foi encontrado com marca de tiros dentro do carro. Suspeito foi identificado como Charles de Miranda Ramos, o Magro.
G1.com.br | 23-Jul-2014 11:26

Dois traficantes seguem foragidos em ação que prendeu mais de 20 no Rio
Grupo é suspeito de extorquir motoristas de transporte alternativo. Polícia cumpriu 22 mandados de prisão e deteve 2 pessoas em flagrante.
G1.com.br | 23-Jul-2014 11:26

Calendário de verificação de táxis no RJ é estendido até outubro
Verificação terminaria em agosto, mas prazo foi aumentado. Atendimento vai até o dia 13 de outubro.
G1.com.br | 23-Jul-2014 10:47