rio-de-janeiro

Noticias

Pista da Ayrton Senna segue fechada para obras na Barra

RIO - Uma obra da Cedae na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, chama a atenção de motoristas que passam pelo local, na manhã desta quinta-feira. Uma cratera foi aberta no sentido orla da via, após um vazamento, na altura do número 3.400.

De acordo com o Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura, o desvio do tráfego é feito pela Ponte Estaiada. Não há previsão para o desbloqueio total da avenida. O trânsito, por volta das 7h, apresentava retenções no sentido orla.

O trecho da via foi bloqueado ainda na noite desta quarta-feira, por volta das 20h45m. Desde o início da manhã, técnicos da companhia já trabalhavam no local. Ainda não há previsão para o desbloqueio da via.


Globo Online | 29-Set-2016 09:42

Polícia busca por assassinos de PM e de candidato a vereador

RIO —A polícia busca pelos assassinos de um policial militar e de um PM reformado. Em crimes distintos, foram mortos a tiros o soldado Pedro Ferreira Júnior, de 33 anos, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense; e José Ricardo Guimarães Costa, de 49, em Itaboraí, na Região Metropolitana — este segundo era candidato a vereador. Com o objetivo de auxiliar na procura e na identificação dos suspeitos, o Portal dos Procurados lançou o cartaz "Quem matou?", na madrugada desta quinta-feira, que estampa os rostos das vítimas.

Costa (PTC) foi morto após ser atingido por um tiro nas contas no início da tarde do último domingo. A vítima estava ao lado do prefeito de Itaboraí e candidato a reeleição, Helil Cardozo (PMDB). Conhecido como Capitão Guimarães, ele chegou a ser socorrido e levado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Ele tinha desistido de disputar uma vaga na Câmara municipal da cidade há cerca de um mês, segundo relataram algumas testemunhas em depoimento à Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), responsável pelas investigações. Na ocasião, o delegado Fábio Baruque afirmou ao GLOBO que as investigações apontam que o político foi morto por traficantes após um deles tê-lo reconhecido como policial.

De acordo com testemunhas, ele havia desistido da campanha após pesquisas apontarem que seu desempenho seria ruim. Ele, então, preferiu apoiar outro candidato.

Já o soldado, que era lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Turano, foi morto na tarde do último sábado, na comunidade Três Campos, em Nova Iguaçu. Ele assistia a uma partida de futebol em uma localidade conhecida como Campo Star. O PM teria sido reconhecido pelos criminosos que o renderam e dispararam. Os bandidos, de acordo com as investigações, fugiram levando a arma do policial.

O PM chegou a ser levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. Nesta terça-feira, a arma da vítima foi encontrada pela Polícia Militar na comunidade Rosa dos Ventos, também em Nova Iguaçu. Júnior estava na corporação desde 2012, era casado e deixou dois filhos.

Quem tiver quaisquer informações sobre envolvidos nos dois crimes pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço:https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. O anonimato é garantido.

As informações serão encaminhadas para as delegacias de homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) e de Niterói São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), responsáveis pelos inquéritos.


Globo Online | 29-Set-2016 08:54

Homem é morto a tiros na Av. Presidente Vargas, no Centro

RIO - Um homem foi morto a tiros no Centro do Rio, no início da madrugada desta quinta-feira. O crime aconteceu por volta da meia-noite na Avenida Presidente Vargas, na altura da Uruguaiana, na pista sentido Praça da Bandeira. De acordo com a polícia, a vítima foi atingida por quatro disparos, sendo um na cabeça, e não resistiu aos ferimentos.

Segundo testemunhas, o homem trabalharia na região do camelódromo da Uruguaiana. Conforme os relatos, ele estaria acompanhado de uma mulher no momento em que o suspeito se aproximou e fez os disparos. Ela saiu correndo do local após os tiroteio.

— As pessoas ficaram muito assustadas. Vi muita gente correndo — afirmou uma testemunha, sem se identificar, que estava do outro lado da avenida no momento em que os tiros foram disparados.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios (DH) da Capital. Agentes da especializada foram até o local do crime e fizeram a perícia. Segundo a Polícia Civil, não foram encontrados documentos com a vítima. Os policiais vão buscar imagens de câmeras de seguranças e fazer diligências para elucidar o crime.


Globo Online | 29-Set-2016 07:58

Capivaras migram por causa de obras olímpicas e correm risco de atropelamento

RIO - Se às margens das lagoas a vida anda perigosa para as capivaras, quando elas se afastam do seu habitat os riscos são ainda maiores. No último mês, moradores do condomínio Cidade Jardim notaram o aumento da população desses roedores às margens do Arroio Pavuna, próximo à avenida de mesmo nome. O problema é que às vezes elas resolvem atravessar a pista e acabam atropeladas. Nas últimas duas semanas, ao menos duas morreram assim.

Capivaras 2909

Os moradores do condomínio acreditam que a quantidade de capivaras próximo ao asfalto aumentou por causa das recentes obras na área, em função da Olimpíada. Duas novas pontes, por exemplo, foram construídas perto do rio, o que pode ter motivado a migração dos animais. Segundo o corretor de seguros Rodrigo Lindenblatt, há pelo menos 14 circulando pela região:

— Sobrou esse trecho do rio para elas, com pasto verde e terrenos isolados do lado. Mas o rio não é o melhor habitat, por estar muito poluído e ficar perto das avenidas Arroio Pavuna e Imperatriz Leopoldina, aumentando o risco de atropelamentos.

Na semana passada, preocupada com o risco para capivaras e motoristas, a associação de moradores do Cidade e Jardim instalou uma placa no início da Avenida Arroio Pavuna alertando para a circulação de animais silvestres na área. Lindenblatt conta que também já protocolou reclamações pelo telefone 1746, mas não teve retorno:

— Há algumas toras à beira da via que poderiam funcionar como cerca, mas elas não são suficientes. Alguém precisa resgatar esses animais, porque eles estão em perigo. E também é muito arriscado para motoristas, principalmente à noite ou em dias chuvosos.


Globo Online | 29-Set-2016 07:40

Ônibus pega fogo dentro de túnel na Linha Amarela

RIO - Um ônibus pegou fogo na Linha Amarela, no início da madrugada desta quinta-feira. O problema aconteceu por volta da 0h30m, no sentido Fundão da via expressa, no interior do Túnel da Covanca. Bombeiros e agentes da Lamsa, concessionária que administra a via, foram acionados para controlar as chamas. Ninguém ficou ferido.

De acordo com os agentes, uma falha mecânica provocou o incêndio do coletivo. No interior do veículo, que é de uma linha comercial, estariam o motorista e um passageiro, que conseguiram desembarcar antes que as chamas destruíssem o ônibus.

Devido ao incêndio, o túnel foi totalmente interditado no sentido Fundão. Para diminuir o impacto do bloqueio no trânsito da via expressa, foi montada uma faixa reversível no sentido Barra. Após o controle das chamas, os agentes retiraram o ônibus do túnel.

De acordo com o Centro de Operações Rio (COR), da prefeitura, havia retenções na pista sentido Fundão, por volta das 1h10m. A via foi totalmente liberada pouco antes das 6h.


Globo Online | 29-Set-2016 07:38

Pacientes sofrem com falta de água quente nos chuveiros do Inca

RIO - O drama dos pacientes internados no Instituto Nacional do Câncer (Inca), na Praça Cruz Vermelha, no Centro, se intensificou nos últimos meses, depois que a unidade começou a instalar um novo sistema de aquecimento de água. Neste período de transição, o banho — que se estende também aos acompanhantes — tem sido com água fria. O Inca informou que a entrega de equipamentos mais modernos deve ser feita nos próximos dias, mas não estipulou uma data. De acordo com o “RJ TV”, da Rede Globo, o problema já dura cinco meses, desde que a caldeira do instituto quebrou.

Enquanto isso, para amenizar o desconforto, algumas famílias compraram, por conta própria, ebulidores elétricos. Trata-se de um aparelho portátil, ligado à tomada, com uma resistência que, mergulhada em baldes, aquece a água. Mas a maioria não conta com essa facilidade.

— Chegamos no domingo à tarde. Quando fui tomar banho na manhã do dia seguinte, tentei regular o chuveiro e saiu uma água supergelada. Para piorar, os aparelhos de ar-condicionado daqui estão sempre ligados, com temperaturas bem baixas. Quanto a mim, não há problema. Banho gelado revigora. Mas, para quem está internado, é doloroso. Tem gente que está operada e que não suporta água fria — reclamou a mulher de um paciente, que preferiu não se identificar.

O diretor do hospital, Luiz Fernando Bouzas, chegou a afirmar em entrevista que o sistema havia dado defeito e que, até o fim da semana, a situação estaria normalizada. Por meio de nota, no entanto, o Inca não atribuiu a situação a qualquer pane. A instituição informou que o antigo sistema, abastecido por energia solar, foi desativado para a implantação de um novo.

O texto diz ainda que, enquanto os novos aparelhos não são instalados, estão sendo usados aquecedores a gás. “Estamos ampliando o número e a capacidade dos aquecedores a gás. A licitação foi realizada, e aguardamos a entrega dos equipamentos, que deve acontecer nos próximos dias”, acrescenta a nota.

Apesar da resposta do hospital, pacientes afirmam que a água que sai do chuveiro não chega sequer a ser morna:

— Eu evito tomar banho à noite. Prefiro ir de manhã. Dou uns pulinhos para aquecer e vou na cara e na coragem — contou a acompanhante de um doente.

Ela lembrou que um idoso de 72 anos, internado no mesmo quarto de seu marido, ficou gripado após uma ducha gelada:

— Ele disse que odeia água fria. Chegou na segunda-feira, foi direto para o banho e pegou uma gripe, está espirrando muito. No dia seguinte, uma paciente do quarto ao lado emprestou seu aquecedor, mas foi só daquele vez. Os outros banhos tiveram que ser frios.

‘ELA NÃO ESTAVA AGUENTANDO TOMAR BANHO GELADO'

Em entrevista ao “RJ TV”, da Rede Globo, a filha de uma paciente contou o drama de sua mãe, que precisa enfrentar a água fria após ter sido submetida a uma cirurgia.

— Ela não estava aguentando tomar banho gelado, não. Mas não tem outra opção, tem que tomar. Como ela não está aguentando nem andar direito, porque está operada, tem que se sentar numa cadeira e tomar banho do jeito que der — disse.

Num vídeo enviado ao telejornal, uma mulher, sem se identificar, denunciou a situação. “Não é justo. As crianças, os idosos, as pessoas de um modo em geral estarem passando por essa necessidade de tomar banho gelado no hospital”, diz ela, num trecho do vídeo.

RECLAMAÇÕES NA OUVIDORIA

O marido de uma paciente, que passou os últimos dias de vida internada no instituto, elogiou a equipe médica do hospital, mas lamentou a atual situação:

— Ela sempre foi bem atendida. O único problema era esse da água. Mandavam a gente reclamar na ouvidoria. Eu reclamava, mas não adiantava nada. Enquanto isso, os pacientes ficam tomando banho frio.


Globo Online | 29-Set-2016 07:30

Para cada coronel na ativa, há cinco na reserva da PM e dos Bombeiros

RIO - Os coronéis inativos da PM e do Corpo de Bombeiros formam uma tropa que pesa nas contas do estado. Para cada oficial da patente trabalhando, há praticamente outros cinco desfrutando de uma aposentadoria privilegiada. São 1.045 aposentados — contra apenas 230 na ativa —, com salário médio de R$ 26,5 mil (teto do estado). Enquanto isso, a média salarial dos aposentados da PM e dos bombeiros é de cerca de R$ 8 mil. Sozinhos, esses coronéis consomem 11% dos R$ 276 milhões que o Rio gasta mensalmente com seus 31 mil inativos militares.

A conta que não fecha está na mira de uma reforma da previdência estadual, já em fase de elaboração, seguindo as mudanças planejadas em nível nacional. O rombo previdenciário do Rio este ano bate na casa dos R$ 12 bilhões. Se não for resolvido, pode, somado à queda na arrecadação, aprofundar a crise nas finanças públicas nos próximos anos.

Os privilégios dos coronéis são um dos vértices das graves distorções geradas pelas aposentadorias especiais, garantidas também a categorias como professores e policiais civis. Esses benefícios são recebidos por 74% dos 162 mil inativos fluminenses.

— Hoje, o estado aporta cerca de 70% dos seus recursos para cobrir a insuficiência financeira da previdência. Vai chegar um momento em que ficará difícil o governo suportar essa situação — diz o presidente do Rioprevidência, Reges Moisés dos Santos, argumentando que a mudança é urgente.

LEI PERMITE PROMOÇÃO

O quadro crítico foi desenhado ao longo dos anos. No caso dos coronéis, uma das mais importantes contribuições foi dada em 2011, quando o então governador Sérgio Cabral sancionou a lei 5.919, que criava uma nova possibilidade. Embora os militares se aposentem com 30 anos de contribuição, os tenentes-coronéis que cumprissem 32 anos de serviço passaram a poder ir para a inatividade com uma promoção automática a coronel. Abriu-se a chance de o oficial ir para a reserva com a patente máxima, sem ter contribuído para tal.

Somente este ano, de um total de 33 coronéis da PM que passarão à reserva, 14, segundo levantamento feito no Diário Oficial do Estado, sequer chegaram a ter essa patente. Eles foram beneficiados pela lei de 2011.

Outra distorção, criada por duas mudanças no estatuto da PM, reduziu de oito para quatro anos o tempo máximo de um oficial no posto de coronel. Com isso, a aposentadoria é compulsória depois desse prazo para aqueles que já contribuíram por 30 anos. Por causa dessa regra, este ano já foram para a reserva dez coronéis, entre eles o ex-comandante-geral Ibis Silva Pereira, de 53, e Frederico Caldas, de 51, que já coordenou as UPPs e foi relações-públicas da PM. Hoje, a média de idade entre os coronéis inativos é de 52 anos, contra a média de 61 do restante dos servidores públicos estaduais.

O comandante-geral da PM, coronel Edison Duarte dos Santos Júnior, determinou a criação de uma comissão interna para discutir propostas para a reforma. Pela regra atual, os militares têm direito à reserva remunerada a partir de 30 anos de contribuição, sem piso de idade, levando para casa o soldo da vida ativa. Segundo o relações-públicas da corporação, coronel Oderlei Santos, entre os objetivos da comissão, está a revisão da “lei dos 32 anos”.

— Na carreira militar, a promoção é natural, proporcional e equilibrada, porque a hierarquia é piramidal. Essa lei dos 32 anos criou uma distorção. Na prática, ela alargou o topo da pirâmide.

Ainda de acordo com Oderlei, a “lei dos 32”, como é conhecida pela tropa, teve uma edição anterior, em 2002, mas acabou sendo declarada inconstitucional. Foi reeditada na gestão de Cabral.

— A norma foi criada em algum momento em que havia muitos tenentes-coronéis que permaneciam no quadro, mesmo com tempo para se aposentar. Agora, é preciso examinar o cenário atual, para verificar se a medida ainda é necessária ou se desequilibra o número de coronéis inativos — diz Oderlei.

“A PROFISSÃO MAIS PERIGOSA DO MUNDO"

O oficial afirma que a maior preocupação do comando geral é que a sociedade compreenda a especificidade da profissão do PM, antes de compará-la à de outros servidores.

— O policial militar tem uma das profissões mais perigosas do mundo. Não tem horário certo de trabalho, pode ficar até um mês de prontidão e não ganha extra por isto. Não pode fazer greve, não tem Fundo de Garantia. E, quando completa 30 anos (de serviço), não se aposenta, vai para a reserva remunerada e pode ser reconvocado num prazo de até cinco anos. A reforma da previdência é necessária, mas também é importante que os benefícios assegurados sejam compatíveis com os deveres exigidos — defendeu, acrescentando que outra questão é o tempo de vida dos militares. — Na ativa, a média de idade para óbito do policial é de 39 anos, tamanho o risco da profissão. E o perigo não o abandona depois que ele se aposenta. A média de óbito do policial inativo é de 67 anos, enquanto para o restante dos trabalhadores é de cerca de 75.

Até agosto deste ano, a PM deu baixa em 1.325 policiais. Desse total, 90 morreram, 97 foram expulsos, 150 foram reformados (por invalidez) e 848 passaram para a reserva remunerada.

A situação dos bombeiros militares é bem parecida. Os tenentes-coronéis também contam com uma “lei dos 32 anos” e podem se aposentar com o soldo de coronel, mesmo que não tenham contribuído para ele.

Para o professor José Roberto Afonso, do Instituto Brasiliense de Direito Público e pesquisador da Fundação Getulio Vargas, o Rio tem uma difícil escolha pela frente:

— Não dá para cada um na ativa ter cinco aposentados. A população do Rio precisa decidir se paga mais imposto para sustentar essa situação ou se revê as aposentadorias. A crise fiscal estadual exige solução imediata. Não haverá futuro se não equacionamos o presente.

Presidente da Associação de Oficiais Militares do Rio de Janeiro, o coronel Fernando Belo afirma que as entidades de classe vão lutar pelos direitos dos policiais:

— Eu acho que é um desrespeito com o militar e um desconhecimento do que seja o serviço.


Globo Online | 29-Set-2016 07:30

Crikka Amorim lança o EP 'Corações plugados'

RIO - É difícil definir a relação da carioca Crikka Amorim com a música. Em 30 anos de carreira — boa parte dela tocando pela Europa —, Crikka já atuou como compositora, cantora, multi-instrumentista e diretora musical, passeando por diferentes gêneros, do rock ao samba. De volta ao Rio, a agora moradora de Copacabana se prepara para novos desafios.

O primeiro deles é o lançamento do EP “Corações plugados” num show neste sábado, a partir das 19h30m, no Centro de Referência da Música Carioca Artur da Távola (Rua Conde de Bonfim 824, Tijuca. Tel.: 3238-3831. A entrada custa R$ 20).

— O disco conta com seis faixas, entre autorais e de artistas como João Bosco, Zélia Duncan e Lucina. Nele, apresento a minha influência roqueira, mas também elementos que absorvi da minha escola na MPB — afirma.

Já ao lado das cantoras Manu Santos e Patricia Mellodi, Crikka lança na terça-feira, a partir das 19h, o projeto “Samba das 4”, que ocupará semanalmente o Espaço Cultural Olho da Rua (Rua Bambina 6, em Botafogo. Telefone: 3278-6601. A entrada custa R$ 20).

— Quando morava em São Paulo, criei uma roda de samba que fez muito sucesso. A ideia agora é tentar reeditar o projeto aqui na cidade. A cada edição nós três receberemos um músico convidado — conclui a artista.


Globo Online | 29-Set-2016 07:30

Ministério Público apura Operação Urbana Consorciada nas Vargens

RIO - Mesmo sem movimentações recentes da prefeitura, a proposta de Operação Urbana Consorciada (OUC) nas Vargens continua rendendo polêmica. No início de agosto, o Ministério Público (MP) estadual acolheu a representação feita pelo urbanista e morador de Vargem Pequena Canagé Vilhena, que pede a anulação do projeto, alegando o não cumprimento de exigências necessárias a um plano dessa natureza. A 2ª Promotoria de Ordem Urbanística instaurou inquérito para apurar o caso, e pediu esclarecimentos à prefeitura e ao consórcio contratado para o projeto.

Operação Urbana Consorciada 2909

Em sua representação ao MP, Vilhena destacou cinco pontos principais para a anulação da proposta: ausência dos estudos ambiental e de impacto de vizinhança, falta de participação popular na elaboração do plano e de um programa para moradores de Áreas de Especial Interesse Social e “desrespeito ao princípio da gestão democrática das cidades”. As acusações tiveram como base o Plano Diretor de 2011, no Estatuto da Cidade e na Constituição do Estado.

No ano passado, a prefeitura, por meio de parceria público-privada, elaborou a OUC, uma tentativa de urbanizar, qualificar e ordenar a ocupação da área do PEU das Vargens (Vargens, Camorim, parte do Recreio e pequenos trechos de Barra e Jacarepaguá). No início deste ano, o prefeito Eduardo Paes enviou à Câmara dos Vereadores o projeto de lei 140, que inclui a OUC e o novo texto do PEU, cuja versão atual está suspensa. Em maio, foram realizadas audiências públicas para apresentar os dois planos, e os moradores ficaram sabendo que a OUC prevê intervenções como construção de BRT, novo gabarito para edificações e transporte aquaviário. Segundo Canagé, as audiências, porém, não atenderam a todas exigências legais.

— O Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança e o Estudo Ambiental não foram mostrados. O que ocorreu foram apresentações da intenção da prefeitura de nova ocupação da área, mas não houve debate. A população não participou da elaboração do projeto, como prevê o Plano Diretor. Agora a prefeitura vai ter que responder ao MP, já que não responde a ninguém — explica Vilhena.

Antes da ação do Ministério Público, a OUC já estava parada, devido às eleições municipais.

— O texto está paralisado na Câmara. Se o Pedro Paulo perder a eleição, é até capaz de o projeto não ir para a frente. O problema é que nenhum vereador enfrentou essa questão ou interpelou a prefeitura — afirma Vilhena.

Procurado, o promotor Bruno Farias de Bezerra afirmou que pediu esclarecimentos à prefeitura e ao consórcio formado pelas construtoras Odebrecht e Queiroz Galvão no dia 29 de agosto. O prazo final para as respostas é nesta quinta (29).


Globo Online | 29-Set-2016 07:30

MP pede suspensão do licenciamento de shopping na Freguesia

RIO - Um ambicioso projeto de shopping na Freguesia, na subida para a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, no terreno de uma antiga fábrica de papel, está em risco. Há cerca de um mês, o Ministério Público (MP) estadual recomendou a suspensão do processo de licenciamento por falta de Estudo de Impacto de Vizinhança. A medida é fruto de uma ação da Associação de Moradores e Amigos da Freguesia (Amaf), que em 2015 entrou com pedido de investigação junto ao MP.

Operação Urbana Consorciada 2909

Autor da recomendação, o promotor Marcus Leal, da 1ª Promotoria de Defesa da Ordem Urbanística, solicitou a realização de estudos mais complexos da análise de impacto de vizinhança, o que engloba Estudo de Impacto Ambiental.

— O problema é que a norma que pede a apresentação do estudo de impacto para o licenciamento de obras não é regulamentada no município do Rio. Ou seja, não se especifica que tipo de empreendimento precisa apresentá-lo. Mas eu acredito que um shopping, na subida da Grajaú-Jacarepaguá, onde o fluxo de veículos já é sobrecarregado, deve ter um estudo técnico complexo — diz Leal.

O promotor diz que já recebeu resposta da construtora Nigri, que julga desnecessário realizar tal estudo e sustenta que a documentação apresentada até agora é suficiente. Leal acrescentou que vai levar o caso à Justiça se as secretarias de Urbanismo e de Meio Ambiente não acatarem a recomendação do MP. Procurados, os dois órgãos informaram ao GLOBO que a seguiriam. A pasta de Meio Ambiente acrescentou que o licenciamento ambiental do shopping, antes em análise, está suspenso até que os estudos pedidos sejam apresentados. Já à reportagem, a Nigri disse que atenderia ao pedido do MP.

Veronica Beck, uma das diretoras da Amaf, diz que conheceu o projeto do shopping em 2014. Ela teve acesso ao processo de licenciamento e viu os pareceres de técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, que sugeriam a apresentação de um plano que afetasse menos o meio ambiente. Tanto ela como a equipe da pasta se preocuparam com a intenção da Nigri de remover 887 árvores do terreno e alterar o curso de um trecho do Rio Sangrador, que passa pelo local. A retificação do rio, porém, foi aprovada pela Rio Águas.

— Na vistoria da secretaria, foi dito que a retificação do rio aumentaria a possibilidade de enchente na região. Se você tirar as curvas do rio e torná-lo reto, a velocidade de escoamento vai aumentar muito. Fico feliz que o Ministério Público tenha agido, porque a prefeitura não se preocupou em apresentar o projeto aos moradores — diz Veronica, que também cita a necessidade de estudo de impacto de tráfego. — O shopping seria construído na subida da Grajaú-Jacarepaguá, onde todos sabemos quão intenso é o trânsito, sem falar nos constantes acidentes e arrastões que ocorrem lá.

No site da Nigri, o projeto do shopping é apresentado como “o maior de Jacarepaguá”, com três pavimentos, mais dois de subsolo. O espaço teria seis salas de cinema, cinco megalojas e 24 restaurantes, numa área total de 76.500m². Morador do condomínio Floresta da Serra, vizinho ao terreno, Oliver Pereira diz que não houve apresentação detalhada do projeto:

— Só nos mostraram a foto que está no site. Mas pelos comentários percebi que, a princípio, as pessoas gostaram da ideia, até pela falta de opções de lazer na região.

Presidente da construtora do shopping, Rafael Nigri disse que apresentará o projeto à comunidade em breve, numa audiência pública, assim que a parte ambiental do projeto estiver aprovada. Segundo ele, a empresa realizará o Estudo de Impacto Ambiental pedido pelo MP, mas já fez e obteve aprovação das análises relativas à parte viária e ao saneamento básico.

— Queremos deixar claro que o empreendimento trará benefícios públicos. São três pilares de contrapartida: o viário, com construção de vias e passarelas; o de saneamento básico, por meio de convênio com a Cedae para criar uma nova rede de esgoto; e o ambiental, que estamos terminando de estudar. Das 887 árvores previstas antes para serem removidas, vamos conseguir preservar 150, e faremos o plantio de 15 mil mudas no próprio terreno, que tem 360mil m², mas só será ocupado por cerca de 9%; o resto será preservado — diz.

Nigri acrescenta que o curso do Rio Sangrador será mesmo desviado, e que o projeto foi aprovado pela Rio Águas.


Globo Online | 29-Set-2016 07:30

Homenagem da Unidos da Tijuca a Beyoncé atrai centenas de interessados de todo o Brasil

RIO - Não importa o gênero, pode ser homem ou mulher. Mas para participar da ala da Unidos da Tijuca que homenageará a cantora Beyoncé no carnaval do ano que vem, a condição é arrasar no Stiletto, dança sensual sobre salto alto (altíssimo!) que faz sucesso em videoclipes, shows e academias que, em 2017, promete furor na Marquês de Sapucaí. O requisito está sendo levado tão a sério que não basta nem dizer que é capaz de cumpri-lo. Tem que provar. E passar nas audições que a escola realiza para escolher apenas os que se jogarem mais.

As inscrições para a ala, divulgadas em redes sociais e por Whatsapp, aconteceram na última segunda-feira, na quadra da azul e amarela. Apareceram mais de 400 pessoas do Brasil inteiro, como adiantou a coluna Gente Boa, munidas das tradicionais fotos 3x4 e, claro, seu próprio salto. Só 140, no entanto, vão conseguir uma vaga, nos testes que devem acontecer a partir da segunda metade de outubro. E, depois, será hora de se dedicar aos ensaios e brilhar como estrelas do enredo tijucano que vai levar a música americana, do jazz ao pop, para a avenida.

— O maior desafio será adaptar o estilo de dança da Beyoncé ao samba. Mas tenho certeza de que faremos um trabalho bonito — afirma Fábio Costa, coordenador da equipe que vai selecionar os bailarinos. Tijuca seleciona dançarinos de Stiletto para homenagear Beyoncé

Apesar de ainda haver muito trabalho pela frente, a ala caiu nas graças da rede. Só um dos anúncios da escola sobre as inscrições, publicado no Facebook, alcançou mais de 711 pessoas, teve 2,8 mil compartilhamentos e recebeu 2,7 mil comentários. Já um vídeo de alguns dos concorrentes “causando” na quadra, também postado no Facebook, tinha mais de 500 mil visualizações até a tarde desta quarta-feira.

E quem passar nos testes, além dos flashes, pode ganhar outro presente. A escola afirma que existe uma possibilidade concreta de a própria Beyoncé participar da apresentação da Unidos da Tijuca no sambódromo. O departamento de marketing da agremiação está em contato com o consulado americano, enquanto correm boatos de que a diva pop poderia fazer shows no Brasil justamente em fevereiro, período do carnaval.

Uma confirmação, no entanto, já existe: segundo a escola, a única bailarina brasileira da equipe de Beyoncé, Serly Prado, já bateu o martelo e disse que estará presente no desfile tijucano. Ela teria ficado sabendo da homenagem pela internet e resolveu se juntar à ala. Outras duas dançarinas também já estariam interessadas.


Globo Online | 28-Set-2016 20:43

Selminha Sorriso faz homenagem a Falcon no Facebook

RIO — A porta-bandeira Selminha Sorriso, viúva do presidente da Portela Marcos Vieira de Souza, o Falcon, escreveu uma homenagem em sua página no Facebook ao companheiro, com quem foi casada por dez anos. Ela aproveitou também para agradecer o carinho de amigos e familiares. Falcon, que era candidato a vereador pelo PP, foi executado na tarde de segunda-feira dentro do seu comitê de campanha. Selminha Facebook

"Aprendi com a doutrina espírita que os que partem precisam receber boas vibrações de amor, pensamentos, palavras positivas... Agora aos 52 anos meu s2 se foi. Nos despedimos em paz!!! Foram muitos anos de amor e aprendizado! Ontem fui à beira do mar e lá chorei, orei, clamei para que os bons espíritos os recebessem com amor, assim como, os seus antepassados. Agradeci a ele pelo tempo em que passamos juntos, pelo o maturidade que adquiri junto a ele, pela doação de amor!!! Eu o amei e nunca o esquecerei!!! Venho agradecer a todas as manifestação de carinho de toda parte, a Família Portelense por todo amor dado a ele!!! Amigos estou bem e em paz! Durante muito tempo vai doer, vou chorar e lembrar do grande homem do meu coração!!! Peço a todos que sempre o tenha nas suas orações!!!", escreveu Selminha na rede social.

O corpo de Falcon, de 52 anos, foi velado na terça-feira na quadra da escola de samba, em Madureira, na Zona Norte do Rio. Selminha chegou por volta das 7h30m, ficou pouco mais de meia hora, mas passou mal e precisou ser levada ao médico. À tarde, ela compareceu ao sepultamento, mas não ficou até o fim.


Globo Online | 28-Set-2016 19:15

Uber lança serviço de agendamento de viagens

RIO - O Uber divulgou nesta quarta-feira o lançamento de um serviço de agendamento de viagens. Com a novidade, os usuários do aplicativo poderão solicitar um carro com no mínimo 15 minutos e no máximo 30 dias de antecedência.

Para fazer o pedido, é preciso selecionar na tele inicial uberX e em seguida “agendar uma viagem”. O usuário precisa informar os locais de origem e destino, a data e a hora da viagem. É possível, antes da chegada do motorista, cancelar o pedido ou editá-lo.

De acordo com a empresa, o passageiro que agendou o serviço receberá lembretes um dia antes e também 30 minutos antes do horário. Ele também será notificado quando o Uber estiver chegando.


Globo Online | 28-Set-2016 18:35

Evento esportivo reúne 200 crianças e adolescentes em São Cristóvão

RIO - Os moradores da comunidade Barreira do Vasco, em São Cristóvão, poderão participar das competições de basquete, tênis, futsal e judô, entre outras, que fazem parte da II edição dos Jogos de Integração. O evento esportivo, que teve início na segunda-feria, reúne 21 times, com um total de 200 crianças e adolescentes, de 7 a 15 anos.

Os Jogos acontecem até esta quinta-feira na quadra do Barreirão, localizada na Rua Ricardo Machado, número 692, nos turnos da manhã (8h às 11h) e da tarde (14h às 17h).

A ação, idealizada e organizada pela Fundação Gol de Letra, tem a finalidade de atrair, cada vez, moradores para as atividades educacionais e esportivas.

“A Gol de Letra incentiva e oferece, por meio dos Jogos, oportunidades para que crianças e adolescentes vivenciem o esporte e seus valores sociais para além da prática, propiciando a criação de uma cultura esportiva na comunidade”, afirmou Beatriz Pantaleão, diretora executiva da Fundação.


Globo Online | 28-Set-2016 18:19

Acidente na Dutra provoca derramamento de óleo em afluente do Rio Paraíba

ITATIAIA - Um acidente envolvendo duas carretas na Rodovia Presidente Dutra provocou um vazamento de óleo, que atingiu um afluente do Rio Paraíba do Sul. A colisão aconteceu por volta das 4h desta quarta-feira no km 323, em Itatiaia. Os veículos seguiam no sentido São Paulo. Um deles estava carregado com 30 mil litros de uma mistura de óleos residuais que seriam tratados.

Segundo o chefe da Superintendência do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), no Sul Fluminense, Miguel Arcanjo da Rosa, cerca de 15 mil litros do produto químico atingiram, por meio de um bueiro, o córrego Água Branca, que deságua no Rio Paraíba do Sul.

Equipes do Inea tentam impedir que o material atinja o Rio Paraíba do Sul. Funcionários da Defesa Civil e da Concessionária Nova Dutra, que administra via, auxiliam no trabalho.

— Vamos trabalhar muito até que todo o óleo seja removido — disse Miguel Arcanjo, acrescentando que a empresa terá que ser responsabilizada pelo acidente ambiental.

Na Via Dutra, onde aconteceu o acidente, as equipes colocaram serragem para fazer a contenção. O trecho chegou a ficar com mais de um quilômetro de congestionamento, e o tráfego só foi normalizado por voltas das 8h.

Devido ao vazamento, a cidade Pinheiral, no Médio Paraíba Fluminense, chegou a ter a captação de água interrompida, por medida de prevenção. A situação, no entanto, foi normalizada ainda pela manhã.


Globo Online | 28-Set-2016 18:11

Linha 4 do Metrô vai operar no domingo, e Supervia terá viagens extras para o 1ª turno

RIO - A Linha 4 do Metrô vai funcionar das 7h às 21h neste domingo para o primeiro turno da eleição municipal no Rio. Já as Linhas 1 e 2 vão operar das 7h às 23h, com transferência na estação Estácio. eleições domingo rio

Os trens da SuperVia vão circular entre 4h40 e 20h30, de acordo com a grade programada para cada ramal. Além da programação regular, a concessionária ofertará 4.800 lugares adicionais em duas viagens extras pela manhã partindo da Central do Brasil em direção a Japeri. Os horários e intervalos de cada ramal podem ser consutados na seção “Planeje Sua Viagem” disponível no aplicativo e no site da empresa (www.supervia.com.br), ou pelo telefone 0800 726 9494.

ÁREAS DE LAZER SUSPENSAS

Todas as áreas de lazer da cidade estarão suspensas no domingo, segundo a prefeitura. A Guarda Municipal e a CET-Rio atuarão com efetivo completo, para organizar o trânsito e reduzir impactos que possam ocorrer nos locais onde há concentração de eleitores. Os painéis de mensagens variáveis da CET-Rio informarão as condições de trânsito e passarão orientações sobre as melhores rotas.

Com as imagens das câmeras espalhadas pelo município, o Centro de Operações Rio vai monitorar o trânsito, e técnicos da CET-Rio poderão fazer ajustes na programação dos sinais sempre que necessário.

RECOMENDAÇÕES da CET-RIO

A prefeitura recomenda aos eleitores que residem perto dos seus locais de votação que façam os deslocamentos a pé ou de bicicleta. Para aqueles que estiverem distantes de seus locais de votação, a CET-Rio recomenda a utilização de transporte público coletivo regulamentado: BRTs, ônibus de linhas regulares, metrô, trem, VLT e barcas.


Globo Online | 28-Set-2016 17:39

Licença do governador Pezão é ampliada até 31 de outubro

RIO - A licença médica do governador Luiz Fernando Pezão foi estendida até o fim de outubro, informou em nota o governo do estado. A prorrogação até o dia 31 - um dia após o segundo turno das eleições municipais - se deve à a necessidade de Pezão se recuperar fisicamente dos efeitos colaterais da quimioterapia, segundo a equipe médica. Em outubro, ele será submetido à nova perícia médica.

O governador foi diagnosticado em março com um linfoma não-Hodgkin anaplásico de células T-Alk positivo e foi submetido a tratamento quimioterápico. ‎ Em julho, exames de imagem mostraram resolução completa do quadro do linfoma.

O governador licenciado postou em suas redes sociais sobre os exames e a sua saúde atual. Pezão1 28/09

Com a melhora do quadro, os dois últimos ciclos de quimioterapia, previstos inicialmente, foram suspensos. Os médicos classificaram como precoce a resolução da doença. Segundo eles, Pezão se encontra em remissão, não tem sintomas nem evidência do câncer. No entanto, permanece em tratamento para recuperação clínica total.

11º ENTRE OS CÂNCERES MAIS FREQUENTES

De acordo com o Inca, o número de casos novos da doença esperados para o ano de 2016 é de 10.240, sendo 51% (5.210) em homens e 49% (5.030) em mulheres. O linfoma não-Hodgkin ocupa a 11ª posição entre os tipos de câncer mais frequentes, excluindo o câncer de pele não melanoma e, aproximadamente, 52% dos casos novos são esperados somente na Região Sudeste. A taxa de mortalidade prevista para o linfoma não-Hodgkin é de 4.154 pacientes em 2016, sendo 2.303 homens e 1.851 mulheres.

Os principais sintomas do linfoma não-Hodgkin são: aumento dos gânglios linfáticos sem dor (carocinhos, que geralmente aparecem na região do pescoço, virilha e axila), febre e fadiga, suor noturno, perda repentina de peso, aumento do volume do tórax e do abdômen, tosse, falta de ar e dor na região do tórax e aumento do baço (também chamado de esplenomegalia).


Globo Online | 28-Set-2016 17:03

Rio ganha título de melhor destino de praia LGBT da América Latina

RIO - A cidade do Rio de Janeiro foi escolhida como o melhor destino de praia de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) da América Latina. Dividida em cinco categorias, a premiação acontece nesta quarta-feira, durante a 44ª ABAV, maior feira do Brasil voltada para o segmento de turismo, em São Paulo.

A eleição, também conhecida como Gnetwork360, foi realizada em agosto pela Câmara de Comércio Gay-Lésbica da Argentina, durante a 9ª Conferência Internacional de Negócios e Turismo LGBT, em Buenos Aires. Na ocasião foram ouvidos duzentos representantes e líderes da comunidade LGBT. A Cidade Maravilhosa recebeu 51% dos votos, seguida por Porto Vallarta e Cancún, ambas no México.

— Ficamos muito felizes toda vez que a cidade recebe um prêmio cuja votação é feita pelo público, o que torna ainda mais genuíno o resultado. Melhor ainda quando esse público faz parte de um mercado importante para a cidade, que tanto movimenta a economia, gerando emprego e renda no segmento do turismo — disse o secretário de Turismo do Rio, Antônio Pedro Figueira de Mello.

O presidente-executivo do Rio Convention & Visitors Bureau, Alfredo Lopes, afirmou que a capital carioca tem um potencial muito grande para o turismo LGBT:

— Nossos visitantes se sentem em casa porque o Rio de Janeiro é uma cidade que recebe a todos de braços abertos, respeitando tendências e opções. O público LGBT representa um mercado excepcional, que valoriza toda a estrutura do turismo, desde as belezas naturais, passando pela gastronomia, cultura, arte e noite. É um reconhecimento muito positivo receber esse prêmio.

O coordenador da Associação Internacional de Turismo LGBT, Clovis Casemiro, disse que é um orgulho o reconhecimento dos turistas latinos.

— Em 1997, durante a ABAV realizada no Rio, tivemos a primeira visita dos diretores da IGLTA e, logo em 1998, fizemos um simpósio da IGLTA com mais de 100 participantes de vários países. Foi tudo incrível! Ou seja, a tradição do Rio de Janeiro como destino de praia para os turistas LGBT vem de longa data. É um orgulho este reconhecimento dos turistas latinos. Que sejam bem-vindos! — comemorou Casemiro.


Globo Online | 28-Set-2016 16:40

Receita Federal apura denúncia de abuso de poder na alfândega do Galeão

RIO - A Receita Federal apura uma denúncia feita contra uma auditora fiscal do Aeroporto Internacional Tom Jobim que, segundo relatos de uma passageira de um voo que vinha da Índia, teria cometido abuso de poder na alfândega do Galeão. Em uma publicação no Facebook, a advogada Mariana Cavalcante conta que retornava com a avó, de 86 anos, de uma viagem pelo país asiático, quando as duas foram paradas e tiveram que abrir suas bagagens para verificação da Receita. Na abordagem, no último sábado, diz o texto, a auditora acusada as teria humilhado antes de emitir um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) de R$ 1.500, sob a alegação de que teria encontrado produtos trazidos do exterior sujeitos à cobrança de impostos.

“Abrimos (as malas), sem qualquer hesitação. Ocorre que, durante quase quatro horas, sofremos um verdadeiro terror psicológico por parte desta senhora (...). Em total desrespeito a mim e à minha avó, idosa, ouvimos todos os tipos de deboches, grosserias e sarcasmos. A servidora passeava de um lado para o outro, conversando com várias pessoas, muitas vezes rindo e tudo parecia fazer parte do seu show”, afirma Mariana em sua postagem.

Segundo a Receita, imagens de câmeras de segurança do aeroporto serão analisadas para ajudar a esclarecer o que ocorreu. Em princípio, diz o órgão, Mariana e a avó teriam passado pelo “canal verde”, área de passageiros que afirmam não ter nada a declarar, quando foram abordadas.

“A Receita Federal está apurando o ocorrido, desde a etapa da seleção dos passageiros até o momento da fiscalização pela servidora, através das análises de imagens e dos relatos de testemunhas presentes, para que possa fundamentar as providências a serem tomadas. Em nossa atuação nas alfândegas, buscamos sempre agilizar o tempo de despacho de passageiros e cargas, para minimizar eventuais desconfortos. Cortesia e respeito aos passageiros sempre são comportamentos exigidos dos servidores, que também são treinados nas competências técnicas para atuação na função”, afirma a Receita.

INTERNAUTAS CONTAM CASOS SEMELHANTES

De acordo com o relato de Mariana, depois de horas à espera de uma solução, ela resolveu deixar na alfândega os objetos que tinha comprado. Sua avó, no entanto, não aceitou ir embora sem suas coisas. Um tempo depois, a auditora teria aparecido com o Darf, segundo Mariana, sem fundamentação alguma.

“Minha avó ficou indignada, mas, mesmo assim, preferiu pagar, acabando com aquele sofrimento e levando as coisas dela para casa. Mas, o que mais me impressionou durante toda essa saga foi que todos os servidores públicos presentes na ocasião me pediam para permanecer calma e me falavam que essa conduta dela era recorrente. E que, a cada voo, um passageiro era eleito e assediado por ela”, afirma Mariana.

Dois dias depois do episódio, na última segunda-feira, Mariana publicou o texto no Facebook. Até o início da tarde desta quarta-feira, a mensagem já teve quase 224 mil compartilhamentos. Nos comentários, outros internautas afirmam ter passado por situações semelhantes, com a mesma auditora.

“Vamos dar um basta a essa ‘síndrome do pequeno poder’ que tanto afeta os brasileiros. Falando por mim e pela minha avó, não temos nada a dever. Pagamos nossos impostos em dia. Somos pessoas instruídas e não vamos deixar passar”, escreveu Mariana na rede social.


Globo Online | 28-Set-2016 15:36

Vândalos fazem dois ataques a ônibus do BRT em menos de 24 horas

RIO — Um ônibus do BRT Transcarioca foi depredado nesta quarta-feira, por volta das 8h40m, na Estação Cardoso de Moraes, em Bonsucesso, após uma manifestação de menores de um abrigo local. O 22º Batalhão da Polícia Militar foi acionado e os serviços chegaram a ser interrompidos na estação, mas já foram normalizados. Foi o segundo ataque a ônibus do BRT em menos de 24 horas.

Nesta terça-feira, por volta de 18h30m, vândalos quebraram vidros de nove ônibus, e os serviços foram interrompidos por três horas nas estações Vila Queiroz, Vaz Lobo e Otaviano. A ação foi registrada pelas câmeras de segurança da concessionária.

Jovens quebram porta de ônibus do BRT Transcarioca

As imagens mostram jovens forçando a porta para descer do veículo. No vídeo, um deles chega a empurrar a porta do ônibus repetidas vezes até receber a ajuda dos demais. Eles insistem e acabam conseguindo quebrar a porta do coletivo.


Globo Online | 28-Set-2016 15:03

Moradores do Camorim são capacitados para o plantio de alimentos orgânicos

RIO - Os alimentos saudáveis estão, cada vez mais, presentes nos pratos de comida dos moradores do Camorim e arredores. A responsável por isso é a Associação Cultural do Camorim (Acuca), que, desde o início do ano, promove um curso gratuito de montagem de horta orgânica. O projeto tem o apoio da ONG Fundo Socioambiental Casa e da Caixa Econômica Federal. Jacarepaguá 2609

— Nossos antepassados do Quilombo do Camorim já praticavam ideias como agrofloresta e alimentação saudável. Nosso objetivo é resgatar esses valores — explica Adilson Almeida, presidente da Acuca.

Segundo Almeida, com o passar dos anos, boa parte dos moradores da região perdeu o costume de cultivar os seus alimentos e passou a comprá-los no supermercado.

— Nós sabemos que boa parte dos alimentos vendidos no mercado foi cultivada com defensivos agrícolas. Os orgânicos são muito mais caros — explica.

O curso acontece na casa de uma das moradoras do quilombo e dura quatro fins de semana. Num deles é dada uma aula teórica; e nos outros são aulas práticas. Entre as lições há as de noções de preparação do solo compostagem.

— Cerca de 60 moradores já foram capacitados. Hoje, até mesmo os que moram em apartamentos têm as suas hortas verticais orgânicas — conclui.

Os interessados em participar devem entrar em contato com a Acuca pelo e-mail ou pelos telefones 98163-3792 e 97903-4895. Além dos moradores da região, as aulas são abertas para pessoas das comunidades entre a Taquara e Vargem Grande.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Estado tem despesas para garantir 170 vagas em terminal no Centro

RIO - No dia 16 de setembro do ano passado, o Ministério Público estadual assinou um contrato de três anos para a locação de 170 vagas de estacionamento no Terminal Garagem Menezes Côrtes, no Centro. De acordo com dados do Portal Transparência, do governo do estado, o MP já desembolsou com o aluguel, entre janeiro e setembro deste ano, quase R$ 1 milhão (R$ 938.400). Crise - 28/09

Com o contrato válido até 17 de setembro de 2018, o órgão desembolsará, a cada ano, R$ 1.407.600. Ao final, deverão ser gastos cerca de R$ 4 milhões. Mensalmente, o Ministério Público tem repassado para a administração do terminal R$ 117.300: cada vaga custa R$ 690 aos cofres do órgão.

O contrato, firmado na época pela secretária-geral do Ministério Público, Ana Carolina Barroso, e pelo diretor-presidente do terminal, Luiz Ferreira Barbero, inclui mais 30 vagas por dia, totalizando 200. Se essas vagas excedentes forem usadas, o MP desembolsará mais R$ 50 por unidade, podendo o gasto chegar a R$ 1.620.000 ao fim do contrato. Não está coberto o estacionamento de motocicletas e similares.

O MP tem acesso 24 horas por dia ao terminal. As vagas são reservadas para o estacionamento de veículos oficiais e de servidores do órgão.

No contrato anterior, firmado em 2012 com vencimento em setembro do ano passado, o Ministério Público gastou R$ 3.580.200 com as mesmas 170 vagas. Foram R$ 99.450 ao mês (portanto, agora houve um aumento de cerca de R$ 17 mil).

O terminal tem 16 andares e cem mil metros quadrados. São cerca de 3.500 vagas de estacionamento e 235 pontos comerciais, no térreo e na sobreloja.

De acordo com o MP, o contrato autoriza a emissão de 870 cartões de acesso, o que possibilita o maior acesso de forma rotativa. Além disso, a localização do estacionamento, próximo ao prédio do órgão, diminui o risco dos agentes.

(*) Estagiário, sob supervisão da chefe de reportagem Leila Youssef


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Escada rolante da estação da Praça General Osório assusta passageiros

RIO - Na estação do metrô da Praça General Osório, em Ipanema, muitos passageiros estão chegando e saindo com as pernas bambas. Isso porque, na ligação entre as linhas 1 e 4, uma escada rolante tem causado vertigem: com 26 metros de comprimento e 315 degraus, ela chega a 10,5 de altura, o equivalente a um prédio de três andares. É a maior do sistema.

Entre os passageiros, não falta quem conheça fobia de altura ou de locais fechados. Mas há aqueles que estão sendo apresentados a uma novidade: a escalafobia, o medo das escadas rolantes.

A auxiliar de serviços gerais Luciana de Freitas, de 35 anos, tirou a tarde de ontem para visitar uma irmã em São Conrado. Pela primeira vez, ela embarcou em um trem da Linha 4. Na troca de plataformas, tomou um susto: o tamanho da escada rolante a impressionou. Pensou duas vezes antes de usá-la.

— Ela é muito alta, dá mesmo um pouco de medo. Mas imagine ter que subir esse monte de degraus sem essa ajudinha? Foi um bom investimento, mas que dá vertigem, dá — comentou Luciana, com os olhos fixos (e arregalados) na escada rolante.

Observando o vaivém entre as linhas 1 e 4 por meia hora, a equipe de reportagem do GLOBO constatou que 15 pessoas não quiseram se “arriscar” no equipamento: preferiram subir ou descer por um escada fixa que fica ao lado. Para se ter uma ideia de sua grandiosidade, vale informar que passageiros levam 35 segundos para chegar à plataforma ou ao piso superior — mais que o dobro do tempo gasto em outras escadas rolantes da estação: aproximadamente 15 segundos.

— Se você me perguntar se cansa usar a escada normal, é claro que vou responder que cansa. Mas eu é que não subo na rolante. Prefiro ir na comum, parando e descansando — disse uma outra passageira, Aline Marques, de 45 anos.

O metrô do Rio bem que tentou ser o “dono” da maior escada rolante do Brasil, mas o “título” continua pertencendo a uma outra Linha 4, a de São Paulo, nas estações da Luz e República. A diferença é pequena, mas a terra da garoa leva a melhor: um metro e meio a mais de altura.

Dona Nilza Fidelis dos Santos acompanhou a chegado do metrô ao Rio, em 1979. Com 80 anos, ela disse que já se acostumou aos novos transportes da cidade e que viu de tudo um pouco. Mas também se surpreendeu com a escada rolante da General Osório.

— É muito grande mesmo. Idoso não sobe sem sentir medo — brincou Dona Nilza ao lado das duas filhas, Rosane e Rosângela, que sequer haviam reparado no tamanho do equipamento.

Rosângela afirmou que não teve “tempo para pensar no assunto”:

— Ando tão rápido pelas estações que não tinha percebido que era desse tamanho. Mas, olhando agora, vejo que realmente é imensa.

Na Estação Cardeal Arcoverde, em Copacabana, uma escada rolante também chama a atenção pelo tamanho, mas não supera a de Ipanema. Na General Osório, há até quem tire foto do equipamento.

(*) Estagiário, sob supervisão da chefe de reportagem Leila Youssef


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Escola particular aluga parte de arena do Parque Olímpico

RIO - Depois de receber competições de ginástica na Olimpíada e de basquete em cadeiras de rodas na Paralimpíada, a Rio Arena (antiga HSBC Arena), no Parque Olímpico da Barra, será parcialmente ocupada por um colégio particular. A parceria foi fechada entre a GL Events, administradora do espaço, e a Escola Alfa Cem, que transformará espaços sob as arquibancadas em sala de aulas para turmas do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio. O valor do contrato não foi divulgado. Legado - 12/09

— Os shows e outros eventos vão continuar sendo realizados. Os horários previstos para esse tipo de programação serão diferentes aos das turmas da escola. Além disso, os acessos de estudantes e do público serão diferentes. Atividades educacionais são compatíveis, já que a ideia é a escola funcionar em espaços que não vêm tendo utilização. A nossa proposta sempre foi diversificar a ocupação da arena — explicou o presidente da GL Events do Brasil, Arthur Repsold.

A prefeitura construiu a arena para os Jogos Panamericanos de 2007. Após o evento, a administração do espaço, que tem capacidade para 15 mil espectadores, passou para a iniciativa privada, numa concessão por 20 anos. Em 2015, o município prorrogou o contrato por mais 30 anos. A operadora cuidou da adaptação do local para os Jogos Olímpicos. Desde o início da concessão, a GL Events tem liberdade para explorar comercialmente a arena, onde já foram realizados de shows a competições esportivas, passando por convenções de empresas.

INSTITUIÇÃO AINDA BUSCA LICENÇAS PARA O PROJETO

Presidente da GL Events do Brasil, Arthur Repsold explicou que a parceria com a escola prevê uma espécie de cláusula de risco: o acordo será desfeito caso a instituição de ensino não consiga, junto a órgãos públicos como a Secretaria municipal de Urbanismo e o Corpo de Bombeiros, as licenças necessárias para funcionar no local. O colégio ainda busca essas autorizações. No entanto, já existem pais interessados em matricular alunos na unidade que ainda não saiu do papel.

— Vamos abrir oficialmente o atendimento ao público no dia 3 de outubro. Hoje, temos um cadastro com mais de 500 pedidos de matrícula — disse o diretor de marketing da Alfa Cem, Solano Soares.

Segundo ele, o espaço que deverá ser ocupado pela escola mede mil metros quadrados. Cada turma terá entre 25 e 40 alunos. A ideia é cobrar o mesmo valor da mensalidade de uma filial que já funciona na Barra. O valor deve variar entre R$ 1.902,37 (para os primeiros anos do ensino fundamental) e R$ 2.269,96 (para as turmas do ensino médio).

— Nosso contrato com a GL Events permite a utilização da quadra da arena nas aulas de Educação Física — destacou Solano.

Independentemente do projeto de abertura da escola, a arena será reaberta para eventos dentro de algumas semanas. E haja diversidade: em 15 de outubro, está previsto um show do cantor evangélico Fernandinho, que vai gravar um CD ao vivo. No dia 29 do mesmo mês, a atração será uma apresentação dos atores da novela “Cúmplices de um resgate”, do SBT. Nos dias 12 e 13 de novembro, o espaço voltará a receber competições esportivas, com um torneio internacional de jiu-jítsu. Em dezembro, está previsto um programa com o australiano Nick Vujicic, que nasceu sem os braços e as pernas e é considerado um dos maiores palestrantes motivacionais do mundo.

OUTROS ESPAÇOS OCUPADOS

O futuro da Rio Arena não depende do plano de ocupação das demais instalações do Parque Olímpico, construídas para a Olimpíada e a Paralimpíada. O mesmo acontece com o Parque Aquático Maria Lenk, que também foi erguido para os Jogos Panamericanos de 2007 e voltará a ser administrado pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) depois de ter abrigado parte das competições aquáticas dos Jogos em agosto e setembro.

No caso das instalações construídas para a Olimpíada, o futuro delas está condicionado à conclusão de uma licitação que a prefeitura promoverá no mês que vem, para escolha de um gestor privado. A data da concorrência já foi remarcada duas vezes. A operadora que vencer a concessão vai ficar responsável, por exemplo, pela desmontagem da arena de handebol (Arena do Futuro) e pelas adaptações necessárias para transformar seus módulos estruturais em quatro escolas públicas que serão instaladas em diferentes pontos da cidade.

O investidor privado ficará responsável pela manutenção de outras duas arenas, onde funcionarão um centro de treinamento do COB e uma escola pública experimental. Ele ainda poderá explorar comercialmente uma terceira arena erguida para a Olimpíada.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Seis vítimas de explosão de bueiro na Lapa continuam internadas

RIO - Seis das oito vítimas da explosão de um bueiro da Light ocorrida na madrugada de domingo, na Lapa, continuam internadas. Aline B. Paes, Claudiney Barino e Marcio Santos estão no setor de queimados do Hospital da Força Aérea do Galeão, na Ilha do Governador. De acordo com a unidade, o quadro clínico dos pacientes é estável. Outros três feridos estão no Copa D’Or, mas o hospital não informou a gravidade do estado das vítimas. Duas outras pessoas, atendidas no Hospital Miguel Couto, tiveram alta no próprio domingo. Explosão bueiro - 26/09

Dono de um carro que foi danificado pela explosão, o DJ Renato Corrêa Neves informou que vai processar a Light. Ele trabalhava na festa de aniversário que acontecia num bar em frente ao local do acidente, na Avenida Gomes Freire. Passados dois dias da explosão, Renato disse ontem que não consegue esquecer os gritos das vítimas e a visão das pessoas com os cabelos em chamas. Ele afirmou que irá à Justiça não apenas pelo prejuízo material, mas por “tudo que passou naquele noite”.

— A perícia do seguro ainda não calculou o prejuízo com o carro, que teve os vidros estilhaçados e a porta empenada. Mas não é só isso. Eu poderia ter morrido. Vi uma festa com um clima maravilhoso ser destruída. Não consigo me desligar do que aconteceu. Isso tudo não pode ser negligenciado — comentou.

As investigações do caso estão a cargo da 5ª DP (Gomes Freire). “Testemunhas estão sendo ouvidas e outras diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do fato”, informou a Polícia Civil em nota.

Na segunda-feira, o Procon Estadual autuou a Light pelo acidente. O órgão de defesa do consumidor argumenta que falhas na segurança da prestação do serviço acontecem há muito tempo e vêm colocando os consumidores em risco. No mês passado, outros três bueiros da Light, um no Centro e dois no Leblon, também explodiram.

A Light tem 15 dias úteis para apresentar sua defesa. De acordo com o Procon, a concessionária terá que informar as causas do acidente, se foi prestado atendimento aos feridos e se a manutenção periódica nas instalações subterrâneas vem sendo realizada. Se o prazo não for cumprido ou os argumentos apresentados não forem aceitos, a empresa será multada em até R$ 9 milhões.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

MP do Rio paga R$ 5 milhões por salas em Brasília

RIO - Mesmo com a crise que assola as finanças do Rio, o Ministério Público estadual decidiu abrir um escritório de representação em Brasília, que vai custar aos cofres da instituição R$ 5 milhões. Esse é o valor que será gasto, sem licitação, na aquisição de duas salas comerciais — com 359 e 355 metros quadrados e 14 vagas na garagem. Nenhum MP estadual atualmente tem escritório semelhante na capital do país. Além de comprar os imóveis, o MP ainda terá que desembolsar mais dinheiro para equipá-los e pagar a funcionários. Crise - 28/09

A aquisição foi publicada no Diário Oficial de anteontem. Os recursos para a compra sairão do Fundo Especial do Ministério Público. A novidade surpreendeu procuradores e promotores.

— Nenhum MP estadual tem representação. Isso não se justifica — disse um deles.

O procurador-geral Marfan Vieira já tornou pública a intenção de ocupar as salas. Na sexta-feira, durante reunião do Órgão Especial do MP, ele disse que atuaria em Brasília como subprocurador-geral de Assuntos Parlamentares, caso seu candidato à sucessão no cargo, Eduardo Gussem, ganhe a eleição. A votação será em dezembro.

VIAGENS SÃO FREQUENTES

Atualmente, as viagens a Brasília já fazem parte das atividades do procurador-geral. Na execução orçamentária do órgão, divulgada no portal da Transparência do MP, consta que foram gastos, no mês passado, R$ 13.258 em diárias e passagens para Marfan, aproximadamente 14% do valor total pago ao pessoal civil e militar do órgão, que chegou a R$ 94.354,06.

Este ano, as despesas com a função “investimentos”, que incluiu gastos com aparelhamento e obras no órgão, já superaram as de todo o ano de 2015: foram R$ 9.758.455 pagos no ano passado, segundo o Portal da Transparência do MP, e R$ 14.607.346 só de janeiro a agosto deste ano. No mesmo período, a despesa de custeio foi R$ 226.533.287,72, superando os R$ 225.454.097,94 gastos no ano passado. É na rubrica “custeio” que são contabilizados gastos com diárias, passagens e auxílios para alimentação e transporte.

Já na comparação anual, de 2013 a 2015, em valores não corrigidos, as despesas de custeio passaram de R$ 246.387.762,81 para R$ 352.823.816,87. As de pessoal também cresceram, subindo de R$ 760.637.651,78 para R$ 922.556.170,01.

Em 2015, o Ministério Público estadual enviou à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) um projeto de lei que criava 98 novos cargos comissionados e mais 205 para analistas e técnicos, mas a proposta está parada na Casa e nunca foi votada. Segundo a mensagem encaminhada ao Legislativo, os novos cargos representariam mais R$ 21.167.230,94 na folha de pessoal do MP este ano.

As salas comerciais do MP ficam no edifício Via Office, no Setor Administrativo Sul de Brasília. Pertenciam ao advogado Luiz Piauhylino de Mello Monteiro Filho e à sua mulher, Cristiana. Paiauhylino é filho do ex-deputado Luiz Piauhylino, do PSB.

MP DEFENDE REPRESENTAÇÃO

O Ministério Público, em nota, disse que a escolha do imóvel se deve à “sua proximidade com o Superior Tribunal de Justiça, onde o MP figura como parte em mais de sete mil processos”. O órgão afirmou que os tribunais superiores têm cada vez mais importância em âmbito regional, já que o novo Código de Processo Civil instituiu o “incidente de assunção de competência”, que faz com que as decisões tenham efeito vinculante “para todos os órgãos jurisdicionais inferiores”.

O órgão alegou também que a Procuradoria do Estado e a Defensoria Pública têm representações em Brasília. O MP disse que o aumento dos gastos este ano se deve à destinação de 2,5% de seus recursos para investimentos. Este ano, ainda de acordo com a nota, foi 0,9% até o momento.

Procurado pelo GLOBO, o Conselho Nacional do Ministério Público disse que não se pronunciaria, pois “pode ser provocado a julgar o caso”. O presidente da Comissão de Tributação da Alerj, Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB), afirmou não ver problema na existência da representação, mas questionou o gasto milionário só para o MP, já que a Procuradoria do Estado também atua num espaço em Brasília.

— Não vejo necessidade de cada poder ter um escritório. Todos poderiam dividir o mesmo espaço. Geraria economia, até porque estamos vivendo uma crise — afirmou.

VOTAÇÃO PARA PROCURADOR-GERAL DEVE SER DIGITAL

Recentemente, o Ministério Público estadual, com o referendo do seu Órgão Especial, decidiu modificar o sistema de votação que escolherá, em dezembro, o procurador-geral que substituirá Marfan Vieira. Até agora são três candidatos na disputa. A eleição, que era feita por meio de cédulas ou postais, será por computadores.

Ao enviar o texto para o Legislativo, o MP justificou que, “atualmente, a instituição detém tecnologia suficiente para implantar um sistema eletrônico de votação bem superior ao voto postal”. A legalidade do voto informatizado foi questionada durante a reunião do órgão especial, já que a lei estabelece apenas a modalidade à distância de voto por postal.

O sistema informatizado foi desenvolvido dentro da Área de Tecnologia da Informação do órgão, que é comandada pelo promotor Bernardo Vieira, filho de Marfan.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Execução de Falcon pode ter sido por disputa política e por território

RIO - Acusado no passado de pertencer a uma milícia e depois inocentado, o presidente da Portela, Marcos Vieira, o Falcon, pode ter sido morto justamente por causa de uma disputa de território relacionada a ações de paramilitares na região de Madureira. Além de desavenças do carnaval, a Divisão de Homicídios (DH) investiga a denúncia de que Falcon — subtenente da Polícia Militar licenciado para concorrer a uma vaga de vereador pelo PP — teria invadido uma área que seria controlada por milícia. A DH vai apurar se esse grupo tem ligação com outro candidato a vereador pelo mesmo partido, Fausto Loureiro Alves, também PM. Morte Marcos Falcon - 27/09

Moradores denunciaram que passaram a sofrer ameaças depois que colocaram em suas casas propaganda de campanha de Falcon. Eles disseram que, um dia antes do assassinato do presidente da azul e branco, executado anteontem com tiros de fuzil dentro do seu comitê, em Oswaldo Cruz, placas e cartazes foram rasgados e arrancados de bairros próximos. A perícia constatou que foram feitos pelo menos 15 disparos contra Falcon, sendo que quatro o atingiram no peito e na cabeça.

Segundo o delegado assistente Brenno Carnevale, a informação sobre uma possível motivação política consta de uma denúncia recebida pela polícia. Falcon é a 14ª pessoa com envolvimento político morta desde novembro do ano passado no estado.

— Meu trabalho é analisar as denúncias e verificar se têm relação com o crime. Sendo assim, ele (Fausto Loureiro Alves) poderá futuramente ser chamado para prestar esclarecimentos — disse Carnevale. — A perícia atestou que houve uma execução sumária de Falcon. Não há por que se falar em roubo seguido de morte. Mas, apesar dessa certeza, abre-se um cenário para várias possíveis motivações. Toda e qualquer hipótese, seja relacionada ao trabalho da vítima, à posição que ele ocupava no cenário da agremiação ou ao fato de ele ser candidato a vereador, é importante. Pelo menos 15 tiros de fuzil foram disparados contra o Falcon

ACUSAÇÕES QUE NÃO AVANÇARAM NA JUSTIÇA

Fausto, de 55 anos, que está na reserva, tinha como curral eleitoral os bairros da Zona Norte que circundam o território da escola de samba. Nas últimas eleições municipais, teve oito mil votos em urnas de Madureira, Marechal Hermes, Bento Ribeiro e Oswaldo Cruz. Não lhe garantiram vaga na Câmara de Vereadores, mas o deixaram como primeiro suplente do PTB, partido ao qual pertencia à época. Com a saída da vereadora Cristiane Brasil, que em 2009 foi convidada para ser secretária no governo de Eduardo Paes, Fausto ocupou a vaga dela, cumprindo mandato de janeiro daquele ano a 2011. Em fevereiro de 2011, ele foi parar atrás das grades, acusado de ser o mandante do assassinato de seu ex-cabo eleitoral Marcelo Siqueira Lopes, em junho de 2010.

Assim como o presidente da Portela, Fausto foi acusado de pertencer a um grupo de milicianos. O então vereador chegou a ser considerado foragido da Justiça, quando teve a prisão decretada pelo 3º Tribunal do Júri. Corpo de Falcon é velado na quadra da Portela

O corpo do ex-cabo eleitoral foi localizado e, perto dele, havia um celular que pertencia a André Luiz Pontes, o André Macumba, que, segundo a polícia, havia sido contratado pelo vereador para matar o ex-colaborador, com quem brigara. Marcelo foi assassinado na frente de casa, na Rua Iruê, em Bento Ribeiro, a poucos metros da residência de Fausto, que chegou a ser condenado em primeira instância. Depois, a sentença foi reformada pela Justiça, o que permitiu a ele disputar a eleição este ano. Procurado ontem, Fausto não foi localizado.

Falcon era uma figura temida na região. Ele foi preso em 2011, acusado de ligação com milícia. Na prisão, portava uma pistola Taurus, calibre 9mm, da Divisão Antissequestro (DAS). No entanto, ele, que chegou a ser cedido à unidade, já não fazia parte da equipe da especializada há nove anos. Falcon e mais três homens foram detidos quando levavam um miliciano para a Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco). Os quatro escoltavam Paulo Ferreira Júnior, o Paulinho do Gás, de uma milícia que seria ligada ao então vereador Luiz André Ferreira da Silva, o Deco, que estava preso. Os policiais ainda recolheram com eles uma pistola Imbel, calibre .40, da Coordenadoria de Recursos Especiais. No mesmo ano, Falcon foi posto em liberdade pela Justiça.

PREFEITO ESTEVE NO VELÓRIO

Mais de duas mil pessoas foram ontem ao velório de Falcon, na quadra da Portela. O prefeito Eduardo Paes disse que estava ali como portelense:

— A morte dele deixou um desânimo muito grande na escola. Ele fez a Portela sonhar grande novamente. Fico triste e vim consolar a família, os filhos e a Selminha (Sorriso, viúva de Falcon).

A mãe adotiva de Falcon, Tia Surica, chorava inconsolável. Selminha Sorriso não ficou até o fim da cerimônia. O vice-presidente da Portela, Luís Carlos Magalhães, que assumiu a presidência, afirmou que Falcon era o maior líder da escola desde Natal.

Falcon foi enterrado no Jardim da Saudade, em Sulacap.

Segundo o delegado Carnevale, cinco dos oito filhos da vítima e três testemunhas já foram ouvidos. A polícia recolheu imagens de câmeras do local do crime:

— Foi um crime para mostrar muito poder. Quiseram mandar um recado de poder e de força bélica.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Lutador de jiu-jítsu simula cantadas grosseiras e ensina às alunas a reagir

RIO - A mulher que nunca foi chamada de “gostooooosa!” ao passar em frente a uma obra que atire a primeira pedra, a segunda, a terceira, a quarta, a quinta... E mande também cimento, areia, tijolo e água. E crie uma barreira de contenção contra esse e outros tipos de agressão verbal travestidos de elogio. Ou apenas ligue para o professor de jiu-jítsu Ian Behring e deixe que ele dê um jeito nisso. O faixa preta, que há dez anos dá aulas de luta, abriu turmas de defesa pessoal para mulheres, no Recreio, e vem registrando grande procura. jiu-jítsu 2809

— Com base no que aprendi no jiu-jítsu, montei as aulas, nas quais ensino várias estratégias: postura, atitude diplomática, uso da lei como ameaça e, em último caso, confronto.

Nas aulas de Behring, o tatame muitas vezes se confunde com um tablado. Ele costuma simular as cantadas grosseiras que as mulheres recebem, e, para isso, precisou unir as artes marciais às cênicas:

— Nossos treinamentos se parecem com aulas de teatro. Simulamos situações comuns no dia a dia, em que o homem profere cantadas grosseiras, tenta passar a mão no corpo da vítima e até chega a usar a força para dominá-la. Mas destacamos que a ação preventiva é o mais importante. Apesar de ensinar a lutar, gosto de frisar que o ideal é evitar o confronto.

Se não tem jeito, as alunas de Behring sabem como proceder. Mas, em caso de suspeita de assalto, ele diz que o melhor é sempre manter a calma.

— Não tem como ensinar a se defender de uma situação dessas. Se a pessoa vê um cara suspeito na mesma calçada que ela, atravessa a rua. Só quando não existir a mínima chance de se prevenir é que se pode pensar em defesa, o que não garante a segurança — diz.

Durante anos, Behring treinou com sua mãe, também faixa preta de jiu-jítsu. As peculiaridades do modo de lutar feminino é que o fizeram pensar em criar um curso de defesa pessoal para elas:

— Mulheres e homens têm corpos, e, consequentemente, limitações diferentes.

Para a jornalista Monique Arruda, os treinos trazem mais cautela do que coragem:

— Não saio de lá querendo matar o primeiro que me der uma cantada, mas querendo evitar situações como essa.

O treinamento dura quatro meses, e Behring forma turmas de acordo com o interesse, em academias ou condomínios. A mensalidade custa R$ 150. Mais informações pelo 97223-0492.


Globo Online | 28-Set-2016 07:30

Homem é encontrado morto próximo à estação de trem da Pavuna

RIO — Um homem de aproximadamente 40 anos foi encontrado morto, na noite desta terça-feira, na linha férrea, próximo à estação Pavuna/São João de Meriti, no ramal Belford Roxo. Segundo a SuperVia, a ocorrência, que aconteceu por volta das 18h, não afetou a circulação de trens.

Os bombeiros disseram que o caso foi registrado como atropelamento. A concessionária, no entanto, não confirmou a informação. O quartel de Caxias foi acionado, mas a vítima, que estava sem documentos de identificação, já estava morta.


Globo Online | 27-Set-2016 22:20

Portal busca informações sobre segurança de Fat Family

RIO — O Portal dos Procurados oferece uma recompensa de R$ 1 mil para quem der informações que leve à captura de Luis Fernando Rodrigues de Souza, o Nando do Anaia, de 29 anos. Ele é acusado de chefiar o tráfico de drogas na comunidade do Anaia, em São Gonçalo, além de ser apontado pela polícia como um dos responsáveis pela segurança do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, de 28, morto durante uma operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na segunda-feira.

De acordo com a polícia, Luis Fernando teria sido baleado no confronto, mas conseguiu fugir. Na ação, os agentes apreenderam três fuzis e grande quantidade de drogas. Contra ele, constam anotações criminais por roubo de veículo, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de uso restrito, disparo de arma de fogo e homicídio qualificado.

Quem tiver qualquer informação sobre o bandido pode denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço:https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. O anonimato é garantido.


Globo Online | 27-Set-2016 21:27

STJ: acusados da morte de cinegrafista vão a júri popular

BRASÍLIA - links santiago andrade Por unanimidade, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira que os dois acusados de acender e atirar o rojão que matou o cinegrafista Santiago Andrade vão a júri popular no Rio. Os ministros seguiram voto do relator Jorge Mussi. A defesa ainda tem direito de recorrer da decisão.

Caio Silva de Souza e Fábio Raposo Barbosa foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro perante o juízo da 3ª Vara Criminal pela prática dos crimes de homicídio triplamente qualificado e explosão.

De acordo com a denúncia, eles soltaram um rojão e assumiram "o risco da ocorrência do resultado morte". O cinegrafista foi atingido por um rojão em fevereiro de 2014, em uma manifestação na Central do Brasil, no Centro do Rio.

O advogado de Caio afirmou que deve apresentar recurso contra a decisão. A intenção do defensor é que o caso seja julgado como explosão seguida de morte, não como homicídio doloso.

— Nunca se tratou de impunidade neste caso. O que há são indícios de outro crime, não o de homicídio doloso, mas explosão seguida de morte, cuja a pena, aliás, é bastante alta, chega a dez anos — afirma o advogado.

Em uma rede social, a filha de Santiago, Vanessa Andrade, celebrou a decisão do STJ:

"Não dá pra explicar o sentimento ao ver cinco ministros defendendo o crime de homicídio contra seu pai e concordando que os dois assassinos devem ir a júri popular. Foi uma luta com todo o amparo de amigos, jornalistas e com a brilhante defesa do Ministério Público do Rio de Janeiro. Não tem nome que defina o que estou sentindo agora. Só agradecer, meu Deus, só agradecer. Eu nunca tremi de tanta felicidade! Obrigada a todos e que venha o julgamento".


Globo Online | 27-Set-2016 21:00

Mulher é baleada em troca de tiros entre PMs e assaltantes na Linha Amarela

RIO - Uma mulher foi baleada, na tarde desta terça-feira, durante uma troca de tiros entre policiais militares à paisana e criminosos que tentavam assaltar carros na alça de acesso à Linha Amarela, em Del Castilho, na Zona Norte.

De acordo com informações do 3º BPM (Méier), dois policiais passavam pela Linha Amarela quando homens armados desembarcavam de um carro para tentar roubar veículos. Houve confronto e Kátia Maria Silva de Santana foi atingida na perna esquerda e de raspão nas costas. Ela foi levada para o Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. A Secretaria municipal de saúde informou que a paciente sofreu uma fratura exposta na tíbia e passa por cirurgia.

Ainda segundo a PM, os assaltantes conseguiram fugir e deixaram uma pistola calibre 380 cair no local. A Polícia Civil informou que três suspeitos participaram da ação. O caso foi registrado na 44ª DP (Inhaúma).

JOVEM FOI MORTA DURANTE ARRASTÃO EM MAIO

Em maio deste ano, Ana Beatriz Pereira Frade, de 17 anos, morreu após ser baleada durante um arrastão próximo à entrada da saída 4, da Linha Amarela, sentido Ilha do Governado. A jovem estava com a família em uma Pajero quando foi atingida por um disparo e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a denúncia, o padrasto dela teria tentado furar o bloqueio e os assaltantes atiraram contra o veículo. A adolescente estava sentada no banco do carona. No momento da tragédia, a família seguia para o aeroporto para fazer uma surpresa para a mãe da jovem, que estava chegando de viagem.

Leia também: Jovem morre após ser baleada durante arrastão em Del Castilho


Globo Online | 27-Set-2016 18:25

Vítimas da explosão de bueiro internadas no Hospital da Aeronáutica estão estáveis

RIO — Três das oito vítimas da explosão de um bueiro na Rua Gomes Freire, no fim de semana, na Lapa, seguem internadas no setor de queimados do Hospital da Força Aérea do Galeão, na Ilha do Governador. De acordo com a assessoria de comunicação da Aeronáutica, o estado de saúde de Aline B.Paes, Claudiney Barino e Marcio Santos é estável.

Dois feridos foram atendidos no Hospital Miguel Couto e tiveram alta. Três feridos estão internados no Copa D'Or.

AUTUAÇÃO PELO PROCON

A Polícia Civil informou que as investigações do caso estão sendo conduzidas pela 5ª DP (Centro). "Testemunhas estão sendo ouvidas e outras diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do fato.”

Nesta segunda-feira, o Procon Estadual autuou a Light pelo acidente. Na autuação, o Procon argumenta que as falhas na segurança na prestação do serviço acontecem há muito tempo e vêm colocando os consumidores em risco. No mês passado, outros três bueiros da Light, um no Centro e dois no Leblon, também voaram peloas ares. As causas dessas explosões também estão sendo apuradas pelo Procon Estadual.

Segundo o Procon Estadual, o Código de Defesa do Consumidor e a Lei Federal 8.987/1995, que regula a concessão de serviços públicos, determinam que o consumidor tem o direito a serviços prestados de maneira adequada, ou seja, que atendam, entre outras coisas, as condições de segurança, regularidade e eficiência.

A Light tem 15 dias úteis, contados a partir do recebimento da notificação, para apresentar sua defesa. De acordo com o Procon, a concessionária terá que informar as causas do acidente, se foi prestado atendimento aos feridos e se a manutenção periódica nas instalações subterrâneas vem sendo realizada. Se o prazo não for cumprido ou os argumentos apresentados não forem aceitos pelo Setor Jurídico do Procon Estadual, a empresa será multada, segundo informou o Procon. O valor máximo da multa, previsto pelo Código de Defesa do Consumidor, pode chegar a R$ 9 milhões.


Globo Online | 27-Set-2016 17:36

Manifestação complica trânsito na Zona Sul e no Centro

RIO - Um protesto em frente ao Palácio Guanabara complicou o trânsito na tarde desta terça-feira para quem tentou acessar o Túnel Santa Bárbara, rumo a Zona Sul do Rio. O viaduto Engenheiro Noronha, em Larajeiras, sentido Botafogo foi fechado por mais de 30 minutos. O motorista que tentava chegar à Laranjeiras pelo Túnel Santa Bárbara precisava fazer o desvio pela Rua Soares Cabral.

Mais cedo, devido a manifestação, o acesso ao Viaduto 31 de Março, que dá acesso ao Túnel Santa Bárbara, chegou a ficar fechado no sentido Botafogo por quase 10 minutos.

A Rua das Laranjeiras também teve trecho bloqueado, entre a Rua Ministro Tavares de Lira e Rua Pinheiro Machado, durante a passagem de cerca de dez manifestantes, mas, já está liberada. O motivo do ato ainda é desconhecido.

Segundo o Centro de Operações da prefeitura, os reflexos no trânsito chegam ao Elevado Trinta e Um de Março, na altura do Sambódromo. Também há retenções no Túnel Santa Bárbara, sentido Botafogo; na Rua Bento Lisboa; na Rua Pedro Américo; no Viaduto Jardel Filho; na Rua Conde de Baependi; na Rua do Catete; e na Rua Senador Vergueiro.

Quem se desloca do Centro para a Zona Sul deve optar pelo Aterro do Flamengo ou Túnel Rebouças.


Globo Online | 27-Set-2016 17:27

Caso de cinegrafista Santiago vai a julgamento no STJ

RIO - O Superior Tribunal de Justiça vai julgar, na tarde desta terça-feira, o processo sobre a morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago de Andrade, atingido por um rojão disparado por manifestantes, na Central do Brasil. O relator, ministro Jorge Mussi, apresentará seu voto sobre o recurso do Ministério Público do Rio de Janeiro contra decisão do Tribunal de Justiça que afastou a possibilidade do júri popular para o caso. links santiago andrade

Caio Silva de Souza e Fábio Raposo Barbosa foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro perante o juízo da 3ª Vara Criminal pela prática dos crimes de homicídio triplamente qualificado e explosão. De acordo com a denúncia, eles soltaram um rojão e assumiram "o risco da ocorrência do resultado morte". Se os dois forem julgados por homicídio doloso vão a júri popular.

A jornalista Vanessa Andrade, filha do cinegrafista, vai acompanhar a sessão:

— Esse é um processo que se arrasta há mais de dois anos, mas tenho muita confiança e fé na decisão do ministro do STJ. Acredito muito que a Justiça ficará ao nosso lado. O trabalho do MP foi impecável até aqui, espero que esses dois assassinos cumpram pelo que fizeram, mataram um homem inocente e trabalhador. Não vou descansar enquanto a justiça não for feita — disse Vanessa.

Em 2014, Santiago de Andrade fazia a cobertura jornalística de uma manifestação quando foi atingido por um rojão do modelo Treme-Terra.


Globo Online | 27-Set-2016 15:44

'Eu o queria aqui, vivo', disse Tia Surica no velório de Falcon

RIO - Durante o velório de Marcos Falcon, presidente da Portela assassinado nesta segunda-feira, Tia Surica, uma das figuras mais tradicionais da agremiação e mãe de criação de Falcon, estava inconsolável. Morte Marcos Falcon - 27/09

— Ele me dizia: “mãe, vou trabalhar para conseguir o título”. Mas agora não importa mais. Eu o queria aqui, vivo — disse ela, bastante emocionada.

Sambistas próximos a Marcos Falcon afirmam que ele vivia seu momento de maior entusiasmo, com a expectativa de se eleger vereador, a Portela disputando um título após um jejum de mais de três décadas e presidente também da Associação Samba É Nosso, dos grupos B, C e D. Situação que, para muitos, dava a ele uma projeção de liderança não só na Portela, mas no carnaval como um todo.

— Ele ia voar. Acredito que era o maior líder da Portela desde Natal. Perdemos um líder. O sentimento que dá é de uma pena muito grande de ele não ter conseguido o título para ele. Fecharia esse momento como grande baluarte que a história vai registrar. Ele ia se eleger e isso daria a ele uma dimensão fantástica. Esse sucesso todo o elevaria à condição de uma grande liderança do carnaval carioca — afirmou Luiz Carlos Magalhães, vice-presidente que agora assume o comando da escola.

O carnavalesco Paulo Barros, que foi levado para a Portela por Falcon e assinou o carnaval deste ano, estava bastante emocionado no velório. Os dois se tornaram amigos no último ano.

— Criamos um forte laço de amizade e uma confiança mútua. Eu estava muito feliz com ele. Era uma relação de trabalho, mas com um forte vínculo de amizade. Ele era igual a mim. Tão teimoso quanto eu, voraz e autêntico. A gente falava na cara do outro o que pensava — disse Paulo Barros, sem conseguir conter as lágrimas.

Ao mesmo tempo, no entanto, pessoas próximas a Falcon diziam que ele parecia um pouco menos preocupado com sua segurança, após já ter sofrido outros atentados. Quando foi executado, estava sem um segurança pessoal, no comitê perto de casa.

— É a polícia que vai dizer a linha ou as linhas de investigação. Mas creio que a morte não tenha a ver com o samba. Quero crer isso. Acredito mais que possa ter alguma ligação com a política ou a carreira que ele teve como policial — disse um dirigente da Portela.

O presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Jorge Castanheira, lamentou a morte de Marcos Falcon.

— É uma tristeza profunda para nós que participamos do mundo do samba. Pedimos a Deus que ajude a escola a superar a ausência de um líder, que reergueu a Portela, resgatou o seu clima familiar e entendeu o cuidado com as gerações mais antigas e as atuais fazendo com que a Portela se sustentasse. Todos nós estamos sem chão devido à gravidade do caso — disse Castanheira, que foi ao velório acompanhado de outros diretores da Liga.

Presidentes de várias escolas de samba passaram pela quadra, como Regina Célia, do Salgueiro; Ney Filardes, da União da Ilha; Chiquinho da Mangueira. O político Abrãao David, da Beija-flor, também prestou condolências.

Bandeiras de várias escolas foram levadas para a quadra da Portela, como Imperatriz, Salgueiro, Mangueira e Império Serrano.

Baluartes como Noca da Portela, Monarco e políticos como o candidato a prefeito Carlos Roberto Osorio, que é sócio benemérito da Portela, também estiveram no local.

Durante o velório, ao som de sambas da Portela, o caixão de Marcos Falcon estava com um quepe da Polícia Militar e um chapéu branco e azul da escola de samba, que ele costumava usar. Corpo de Falcon é velado na quadra da Portela


Globo Online | 27-Set-2016 14:05

Delegado diz que ao menos 15 tiros de fuzil foram disparados contra Falcon

RIO - O delegado assistente da Delegacia de Homicídios da capital Brenno Carnevale disse que foram disparados pelo menos 15 tiros de fuzil contra o presidente da Portela Marcos Falcon e que quatro o teriam atingido. A delegacia fará uma perícia complementar no local do crime no início da tarde desta terça-feira. Segundo o delegado, o objetivo é colher mais informações que ajudem nas investigações. Morte Marcos Falcon - 27/09

Cinco filhos da vítima e três testemunhas do crime já foram ouvidas na DH. A polícia também já recolheu imagens de câmeras espalhadas na rua onde ficava o comitê eleitoral de Falcon. Ainda não se sabe a motivação do crime, por que Falcon andava com seguranças e se alguma desavença possa ter contribuído para a execução.

Carnevale ressaltou que ainda não está descartada motivação política para o crime, embora a forma da execução tenha sido uma demonstração de poder.

— Foi um crime para mostrar muito poder. Foi praticado à luz do dia, com várias pessoas presentes e utilizando armas de grosso calibre (fuzis). Quiseram mandar um recado de poder e de força bélica — frisou o delegado.

Carnevale disse que chamará para depor qualquer pessoa que possa ser suspeita de ter tido alguma desavença com Falcon, como o contraventor Rogério Andrade, com quem a vítima teria se desentendido em 2015. Ele reiterou a certeza da polícia de que houve uma execução.

— A DH atestou através da perícia de local, da investigação preliminar, que houve uma execução sumária de Falcon. Não há que se falar em roubo seguido de morte. No entanto, apesar dessa certeza, abre-se um cenário para diversas possíveis motivações. Seria prematuro, no estágio atual da investigação, com menos de 24 horas da ocorrência do crime, descartar qualquer tipo de motivação. Então, toda e qualquer hipótese, seja relacionada ao trabalho da vítima, seja ligada à posição que ele ocupava no cenário da agremiação, seja o fato de ele ser candidato a vereador no Rio, todos esses fatores são importantes para a investigação. Tudo será investigado. Pessoas serão chamadas a depor, o perfil da vítima será traçado para se chegar à linha de investigação mais provável — explicou.Pelo menos 15 tiros de fuzil foram disparados contra o Falcon

Sobre o fato de que Falcon andava com seguranças, o delegado disse que vai apurar essa informação:

— A DH está apurando a informação de que a vítima andava pela costumeiramente com seguranças. A partir da confirmação dessa informação, vamos identificar essas pessoas, vamos procurar saber se elas estavam no local do crime e o motivo pelo qual a vítima sentia necessidade de andar com seguranças. Esse fato é muito importante porque diz respeito justamente à integridade física e a própria proteção da vida dele. Corpo de Falcon é velado na quadra da Portela

ABSOLVIDO DE ACUSAÇÃO DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA

Falcon foi absolvido da acusação de formação de quadrilha ou bando porque a Justiça considerou que ele desconhecia o transporte de armas de uso restrito, motivo pelo qual ele e outros dois homens haviam sido processados. Falcon FOI absolvido no dia 30 de outubro de 2012 pelo juízo da 28ª Vara Criminal. Um dos presos foi condenado a dois anos de reclusão, sentença substituída por prestação pecuniária.

AMEAÇA ARQUIVADA

A ameaça que Marcos Falcon registrou na 29ª DP ( Madureira) foi arquivada pelo 15º Juizado Especial Criminal porque Falcon não compareceu à audiência de conciliação em junho. No processo, o juiz mandou incluir nos autos um pen drive em que supostamente há provas da ameaça.


Globo Online | 27-Set-2016 13:34

Alunos do Cefet fazem ‘vaquinha’ on-line para ir à Índia

RIO - Inspirados no caso da estudante Lorrayne Isidoro, do Pedro II — que contou com a solidariedade de centenas de desconhecidos para juntar dinheiro e representar o Brasil numa Olimpíada de Neurociências, na Dinamarca —, sete estudantes do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet) decidiram também criar uma vaquinha on-line, a fim de arrecadar fundos e participar de um evento. Selecionados para representar o país na 22ª Competição Internacional de Ciências, Matemática, Habilidade Mental e Eletrônica (Quanta), que acontece em novembro, em Lucknow, na Índia, os jovens, do 3º ano do ensino médio, não têm dinheiro para pagar as despesas, que somam, entre inscrições, hospedagem e passagens aéreas, cerca de R$ 70 mil. Até ontem, o site Vakinha (www.vakinha.com.br/vaquinha/cefet-rj-na-india) havia juntado 17,3% do valor (R$ 11.990).

Segundo o professor de matemática Gustavo Adolfo, a seleção do grupo de alunos, todos estudantes do curso técnico de mecânica no campus Maracanã, não surpreendeu o corpo docente, já que desde o 1º ano do ensino médio ele tem ótimo desempenho em competições de matemática e ciências. A equipe já acumula mais de 60 premiações, entre elas 23 medalhas de ouro.

— Eles vão fazer provas de robótica, lógica, matemática e ciências em geral, além de participar de um debate de algum tema proposto pela organização. É uma turma muito bem preparada. — conta o professor, acrescentando que as provas serão em inglês. Ele vai acompanhar a equipe.

Em maio, o grupo participou da Olimpíada Matemática Sem Fronteiras, fazendo testes on-line. Conseguiu medalhas de ouro na etapa estadual e de prata na nacional, classificando o Cefet para a prova internacional de novembro.

A estudante Bárbara Garcia, de 17 anos, integra a equipe. Ela conta que, passada a euforia com a seleção para a competição na Índia, veio a preocupação. Como pagar as despesas da viagem? Somente a taxa de inscrição, que dá direito a hospedagem e alimentação no campus de uma escola na cidade indiana, custa R$ 2.400 por pessoa.

— Na hora, alguém se lembrou da historia da Lorrayne. Então, criamos a vaquinha até no mesmo site que ela escolheu — conta Bárbara. — Ainda não conseguimos todo o dinheiro, mas temos esperança. Para nós, vai ser a realização de um sonho fazer essa viagem e participar da competição. Conhecer a Índia, ter contato com outra cultura, mostrar que somos capazes. Acho que vamos servir de exemplo para outros alunos de escola pública.

Além da vaquinha na internet, os sete estudantes estão vendendo rifas de cestas de chocolate, brownies e cookies. Até esta segunda-feira, já tinham juntado R$ 2 mil.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Olimpíada acabou, mas grades não foram retiradas das ruas

RIO - Durante semanas, o carioca conviveu com arenas e outras estruturas montadas em vias públicas para a realização dos Jogos. A Paralimpíada, que usou parte dos equipamentos, terminou no dia 18, mas o cenário, por enquanto, quase não mudou na cidade anfitriã. O serviço de desmontagem ainda está em andamento, mesmo em instalações utilizadas somente na Olimpíada, como a gigantesca arena do Vôlei de Praia, no Leme. Os vestígios das competições ainda estão na Praia do Pontal (Recreio dos Bandeirantes), no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas e do Parque do Flamengo. Legado - 12/09

MORADOR TEM ROTINA AFETADA

Presidente da Sociedade Amigos de Copacabana, Horácio Magalhães diz que a demora na desmontagem interfere na rotina de frequentadores e moradores das áreas que já foram olímpicas:

— Quando as estruturas começaram a ser erguidas, elas mobilizaram muita gente. Não se vê esse mesmo empenho agora. E isso gera desconforto entre os frequentadores da orla. As arquibancadas montadas entre as ruas Bolívar e Joaquim Nabuco (como parte da infraestrutura para as provas de triatlo, maratona aquática e ciclismo de estrada) sequer começaram a ser retiradas.

Horácio observa que, em alguns casos, é até difícil avaliar se o ritmo da desmontagem poderia ou não ser acelerado. É o caso, por exemplo, da megaloja erguida na orla para a venda de produtos licenciados dos Jogos. A cobertura de lona permanece no local:

— O público não pode mais entrar no local. Não dá para saber a etapa da desmontagem.

O economista Rodrigo de Moura, morador do Recreio, também reclama da demora nos trabalhos:

— Na Olimpíada, tudo bem. Mas agora, sem uso, esses equipamentos viraram uma agressão à paisagem da Praia do Pontal. A desmontagem deveria ser realizada a todo vapor.

Procurado, o Comitê Organizador Rio 2016 não divulgou ontem um cronograma detalhado de desmontagem. Apenas prometeu que, na semana que vem, deve ser concluída a retirada da arena do Leme. A entidade estimou que até meados de outubro as áreas públicas deverão estar liberadas. Mas ressaltou que alguns serviços podem ultrapassar este prazo, em terrenos públicos que foram cedidos para a organização. A entidade explicou que é obrigada a devolver esses locais do mesmo jeito que os recebeu. Segundo o Comitê Rio 2016, mesmo após a desmontagem, os espaços só podem ser liberados após uma vistoria prévia, por parte dos órgãos públicos.

Na Lagoa, a desmontagem das instalações provisórias para as provas de remo e canoagem começou. No trecho do Baixo Bebê, entre as avenidas Borges de Medeiros e Epitácio Pessoa, as estruturas foram removidas. Parte do estacionamento do Parque dos Patins foi liberado, permitindo que a base dos agentes do programa Lagoa Presente voltasse ao local. A prefeitura prevê liberar todo o parque até sexta-feira.

— Realmente, o comitê ainda tem muito o que fazer. Mas, pelo menos no trecho do Parque dos Patins, a promessa está sendo cumprida — disse o presidente da Associação de Moradores do Jardim Botânico, Mauro Pacanowski.

BOTAFOGO REASSUMIU O ENGENHÃO

Em alguns locais fechados, também há muito o que fazer. A Riotur informou, por exemplo, que as desmontagens no Sambódromo (recebeu provas de tiro com arco e maratona) devem terminar até o fim de outubro. Segundo o órgão, o processo de desmontagem não vai interferir nos preparativos da Marquês de Sapucaí para o carnaval, que também depende da instalação de estruturas móveis. O cronograma de ensaios técnicos das escolas de samba será mantido. No Maracanã, o processo deverá ser finalizado no mês que vem. Por sua vez, o Botafogo reassumiu o Estádio Olímpico, no Engenho de Dentro, na semana passada. Mas os trabalhos do Comitê Organizador ainda não terminaram no local.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Estado pede ajuda para pagar policiais civis e militares

RIO - O governo estadual conta com a ajuda da União para continuar pagando salários de servidores e pensionistas. Fontes consultadas pelo GLOBO disseram que o governador em exercício, Francisco Dornelles, pediu ao ministro da Defesa, Raul Jungmann, que o ajude a negociar uma liberação de recursos com o Palácio do Planalto. O dinheiro seria empregado no pagamento de policiais civis e militares. Além disso, ele solicitou ao governo federal que autorize um novo envio de tropas do Exército para o estado, na intenção de reforçar o policiamento nas ruas. Durante dois meses, militares auxiliaram na segurança da Olimpíada e da Paralimpíada. As tropas foram desmobilizadas com o fim dos Jogos, no último dia 18. Crise - 27/09

O pedido de ajuda financeira é um reflexo da crise enfrentada pelo governo estadual, que, nos últimos meses, tem atrasado o pagamento de servidores e pensionistas. A falta de dinheiro em caixa afeta inclusive o depósito dos vencimentos das forças de segurança. Em junho, Dornelles chegou a decretar estado de calamidade pública “no âmbito da administração financeira”. No fim daquele mês, preocupada com o risco de a crise comprometer a Olimpíada, a União acabou liberando R$ 2,9 bilhões ao Rio, que ajudaram a minimizar os problemas.

A possibilidade de as Forças Armadas voltarem a atuar na cidade foi discutida há uma semana, durante uma visita de Jungmann ao Rio. Em nota, o Palácio Guanabara informou que Dornelles enviou um ofício no último dia 13 ao presidente Michel Temer “solicitando a continuidade da colaboração das Forças Armadas em ações conjuntas de segurança pública”. Ontem, o Ministério da Defesa informou que, por enquanto, só existe previsão de mobilização de tropas para garantir a tranquilidade das eleições, no próximo domingo. Isso acontecerá no Rio e em outros estados. Segundo o ministério, serão mobilizados 20 mil homens, mas não foi informado o efetivo que virá para o estado.

APOIO DE OUTRAS FORÇAS

Segundo o governo fluminense, uma nova parceria com a União seria firmada por um convênio, semelhante a outros celebrados com os ministérios da Defesa e da Justiça. A proposta do Rio é que não apenas as Forças Armadas, mas também a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal — que ajudaram na segurança do estado durante a Olimpíada e a Paralimpíada — participem do reforço na segurança.

O Palácio Guanabara não confirmou a informação que o estado reivindica do governo federal recursos financeiros para cobrir despesas na área de segurança. “Os detalhes técnicos deverão ser discutidos posteriormente, em caso de resposta positiva por parte do governo federal”, destacou ontem, por meio de uma nota.

Mesmo com todo o aparato montado para os Jogos, estatísticas divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública na semana passada, mostraram que, em agosto, a capital do estado teve aumento no número de homicídios. Foram cem casos contra 86 no mesmo mês de 2015, o que corresponde a um aumento de 16%.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Pós-graduação em biotecnologia marinha atrai alunos de todo o país

ARRAIAL DO CABO — Com vista para a Praia dos Anjos, em Arraial do Cabo, e um vasto laboratório natural, o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), associado à UFF, oferece, desde o início do ano, cursos de mestrado e doutorado em Biotecnologia Marinha. Primeiro programa de pós-doutorado desse tipo na região, a iniciativa tem como objetivo estudar as propriedades bioquímicas dos organismos marinhos, abrindo caminho para o desenvolvimento de produtos e serviços comerciais, como compostos antivirais e antibióticos, e também para desenvolver seu potencial em outras áreas, como a biorremediação e a bioengenharia.

ESPECIAL LAGOS 2709

— A biotecnologia marinha tem uma abrangência muito ampla, que vai desde a genética aos microrganismos. O curso aborda essas várias facetas. E se concentra no sistema dos organismos, na utilização de substâncias produzidas por eles, no desenvolvimento para a extração de determinados compostos ou para o aproveitamento industrial — explica o coordenador do curso, Ricardo Coutinho, lembrando também que a região favorece a pesquisa, já que a água fria, profunda e altamente rica em nutrientes promove o crescimento de rica diversidade marinha, e tem organismos com potenciais interesses industriais e comerciais.

Tanto os laboratórios, como o navio de pesquisa do IEAPM podem ser usados pelos alunos dos dois cursos. Estudos na Ilha do Farol também estão permitidos. O prédio onde são ministradas as aulas foi todo projetado de forma acessível e conta com uma biblioteca de mais de cinco mil títulos e um acervo que reúne cerca de 15 mil documentos, além de um auditório. No total, sete professores do IEAPM, cinco da UFF, quatro da UFRJ, um da USP e um do Instituto Nacional da Propriedade Industrial fazem parte do corpo docente. A diversidade também está no perfil dos interessados. A primeira turma, por exemplo, conta com estudantes do Maranhão e de São Paulo.

— Os alunos têm direito a todas as ferramentas do instituto. Outro diferencial é que eles podem ter um acompanhamento pedagógico caso necessitem amarrar uma linha de pesquisa e conseguir um orientador adequado para o seu projeto — relata a pedagoga Raquel Regadas.

As agências de apoio Faperj e CNPQ oferecem bolsas de estudo para as duas áreas. Algumas aulas são realizadas na estrutura da UFF em Niterói. O próximo edital de admissão será lançado no fim do ano, com início letivo previsto para março. Mais informações no site do instituto: www1.mar.mil.br/ieapm/.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Fábrica de Bugre é um oásis para fãs do automóvel

RIO BONITO — A carroceria de um pequeno Buggy, no alto de uma parede, desperta a curiosidade dos mais atentos que passam pela rodovia RJ 124, a Via Lagos. Na altura de Rio Bonito, sentido Rio de Janeiro, funciona a fábrica Bugre, pioneira na montagem desse modelo de veículo a partir de projetos próprios. O espaço, aberto à visitação, está ali há mais de 11 anos, mas todos os dias o lugar ganha visitantes de primeira viagem.

ESPECIAL LAGOS 2709

É o dono da marca, Paulo Cavalcante, que na maioria das vezes recebe os curiosos. Com simpatia e paciência, ele apresenta o local, explica todo o processo de montagem do veículo, produzido artesanalmente em fibra de vidro, e mostra as áreas destinadas a cada procedimento, como a serralheria, o lugar de pintura e laminação e o espaço destinado aos chassis. A fábrica funciona em um galpão de mais de três mil metros quadrados, onde trabalham 14 funcionários. Por mês, saem de lá de seis a oito carros por encomenda. Como têm como principais características a ausência de corrosão e o baixo consumo de combustível, a maioria deles é comprada por clientes que têm residências na Região dos Lagos.

— A maioria vai direto para a casa de praia em Búzios e Cabo Frio. Esse foi o maior motivo pelo qual saímos de Bonsucesso e nos instalamos aqui. Todo dia escuto das pessoas: “Passo sempre por aqui, mas nunca parei para entrar”. Fazemos um trabalho altamente artesanal — conta Cavalcante.

Foi seu pai, Francisco Cavalcante, quem fundou a empresa há 46 anos. O auge da marca ocorreu no início dos anos 1980, quando eram produzidos 60 carros por mês. Desde então, os modelos foram se modernizando, mesmo com a queda das vendas. A versão mais atual 2016/2017, por exemplo, custa R$ 32.500 e conta com carroceria monobloco, chassi independente em longarinas, motorização Volkswagen MI 1.6l e bancos mais confortáveis. Há também uma versão mais alta, que custa R$ 34.300.

É possível, ainda, transformar um Volkswagen antigo, como um Fusca ou uma Brasília, por R$ 17.150, já que as especificações da carroceria e o chassi podem ser reaproveitadas. Calvalcante reforça, entretanto, que apesar de parecer um brinquedo, seus Bugres são automóveis como quaisquer outros e, para dirigi-los, é preciso ter habilitação.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Moradores desenvolvem iniciativas para preservar o meio ambiente

BÚZIOS — Não foi uma ou duas vezes que Mestre Tuti ouviu: “Isso aí que você faz é coisa de maluco”. Com 68 anos, o cearense aposentado que vive à beira do Rio São João, em Casimiro de Abreu, deixou um barquinho ancorado em um ponto do curso d’água, com uma sinalização ativada por energia solar, e que funciona como uma lixeira para os navegantes. Dali, segundo ele, saem mensalmente 1.400 quilos de lixo, entre plástico, madeira, e outros materiais. Até mesmo um fogão e uma geladeira foram deixados no local. Tuti também passeia diariamente pelo rio recolhendo o que vê pela frente. Começou há cerca de dez anos, numa época em que a ecologia era pouco debatida por ali.

ESPECIAL LAGOS 2709

— Quando comecei a limpar o rio, ninguém me enxergava. Me chamavam de maluco. Eu respondia: uma andorinha só não faz verão, mas faz a diferença — conta o mestre, que dá palestras em escolas e empresas sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Com o lixo encontrado, ele faz arte. Cria vasos de plantas, bancos e objetos de decoração. Construiu também um santuário para Nossa Senhora Aparecida às margens do São João. Como se já não bastasse, ele plantou mais de 300 mudas para recuperar o mangue.

— O rio não é meu nem seu, é de todos. O seu futuro depende de nós — afirma.

A preocupação com as áreas verdes também é a inspiração para duas iniciativas de preservação em Búzios. Uma delas veio do professor de educação física Wanderson Vieira, que vive em Búzios. Junto com a bióloga Cléo Rosa, ele organiza caminhadas pelas trilhas da cidade com a finalidade de fazer mutirões de limpeza. Enquanto ela fala sobre a flora e a fauna local, ele incentiva os participantes a catar todo o lixo que encontram.

— A gente acaba sendo um olho a mais para a cidade É preciso conhecer o meio ambiente para preservá-lo — afirma o professor.

Na Praia Brava, o dono do restaurante Rocka fez ele mesmo o plantio de plantas nativas em parte da área que fica ao lado estabelecimento. A ideia, ele conta, veio depois que um projeto ambiental para a área parou na prefeitura. Ele lamenta a falta de consciência ambiental de moradores e visitantes da região, que estacionaram sobre os canteiros criados por ele no caminho que leva à praia, mas diz que não vai deixar de se preocupar com a causa:

— De pouquinho em pouquinho a gente consegue mudar alguma coisa.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

À frente do Azam, Pedro Azambuja aposta em temperos brasileiros e produção artesanal

RIO — Releituras de receitas típicas de diferentes regiões do Brasil que por algum motivo ficaram na memória afetiva do chef Pedro Azambuja guiam o cardápio do Azam, bistrô especializado em cozinha brasileira contemporânea que ele inaugurou no Rio Design Barra. O carioca de 30 anos aposta numa comida autoral e em ingredientes frescos para agradar ao paladar dos frequentadores. Toque de Chefe Barra 2709

O primeiro emprego de Azambuja foi no restaurante Pérgula, no Copacabana Palace. Depois, ele teve passagens pelas cozinhas de restaurantes como CT Brasserie e Enotria até abrir o Azam, cujo nome vem da abreviação de seu sobrenome.

— O restaurante tem uma ar de bistrô, mas com uma pegada mais despojada, uma identidade bem brasileira. Servimos pratos mais leves, mas tudo bem marcado na assinatura, com ingredientes vindos de produtores locais, além de temperos que valorizam o sabor, como coentro, tomilho, pimenta dedo-de-moça e ervas frescas — explica Azambuja, que também é formado em Direito pela UFRJ.

Um dos pontos fortes do restaurante, diz ele, é o fato de a maior parte dos itens servidos no cardápio ser produzida artesanalmente.

— Trabalhamos o ingrediente do zero. Produzimos no próprio Azam o pão, as massas de pastel, o pão de queijo e até as sobremesas que servimos — garante.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Cheesecake desconstruído é servido com farofa crocante de biscoito

Ingredientes

500g de cream cheese; meia unidade de fava de baunilha; 125g de açúcar; 2 ovos; 150g de creme de leite fresco. Para a farofa: 200g de biscoito Maizena; 100g de flocos de milho; 40g de açúcar; 200g de manteiga. Para o coulis: goiabada cremosa artesanal.

Modo de preparo

1. Bata o cream cheese, o açúcar e a as sementes da fava de baunilha até homogeneizar.

2. Adicione os ovos um a um, batendo sempre.

3. Misture o creme de leite e disponha a massa numa fôrma de silicone.

5. Asse em banho-maria por 30 minutos, a 160°C, até firmar.

6. Da farofa: triture o biscoito e os flocos de milho.

7. Misture a manteiga e o açúcar, fazendo uma farofa úmida.

8. Leve ao forno, a 170°C, por

15 minutos ou até dourar.

9. Dilua a goiabada em um pouco de água quente.

10. Montagem: coloque a torta no centro do prato, a farofa de um lado e o coulis escorrendo de outro.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30

Peixe na folha de bananeira chega à mesa com moqueca de banana-da-terra

Ingredientes

200g de filé de cherne; 3 tomates, 1 pimentão vermelho; 1 pimentão amarelo; 3 talos de coentro; 1 pedaço de gengibre (1cm); 1 unidade de pimenta dedo-de-moça; 1/2 cebola; 3 dentes de alho; 100ml de leite de coco; 1 banana-da-terra madura; 1 colher de sopa de azeite de dendê; 1/3 de colher de sopa de cúrcuma.

Modo de preparo

1. Triture os tomates, metade dos pimentões, metade da cebola, o coentro, o gengibre, dois dentes de alho e a pimenta dedo-de-moça inteira.

2. Ajuste o sal.

3. Pique bem o alho, e, em cubos pequenos, o restante dos pimentões e da cebola.

4. Refogue os aromáticos e a cúrcuma no dendê.

5. Junte a banana cortada em rodelas e o leite de coco. Ferva até cozinhar a banana.

6. Ajuste o sal.

7. Sele numa frigideira um dos lados do peixe, temperado com sal. Envolva nas folhas de bananeira e asse por cinco minutos a 200°C, ou até o peixe estar cozido e suculento.

8. Sirva o peixe na folha e a moqueca e o arroz branco à parte.


Globo Online | 27-Set-2016 07:30